Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Goiás perde para o Iporá no apagar das luzes, mas avança para a final do Goianão

O Goiás está na final do Campeonato Goiano 1xBet de 2022. O time perdeu para o Iporá na noite desta quarta-feira (23), por 3 a 2 e ainda assim avançou para enfrentar o Atletico nas finais.

Postado em: 23-03-2022 às 22h01
Por: Victor Pimenta
Imagem Ilustrando a Notícia: Goiás perde para o Iporá no apagar das luzes, mas avança para a final do Goianão
No Estádio da Serrinha, o Goiás foi derrotado pelo Iporá por 3 a 2 | Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC

O Goiás está na final do Campeonato Goiano 1xBet de 2022. O time perdeu para o Iporá na noite desta quarta-feira (23), por 3 a 2 e ainda assim avançou para enfrentar o Atletico nas finais. Os gols da partida foram marcados por Pedro Raul e gol contra de Robson para o time esmeraldino, enquanto no Iporá, Regis Potiguar, Douglas Silva e Lídio fizeram os gols.

Primeiro tempo

Apesar da vantagem de dois gols no placar, o Goiás buscou desde o início fazer o gol e deixar ainda mais difícil para o Iporá. Em cobrança de falta, a defesa tirou para escanteio. Nicolas teve uma grande chance após jogada individual de Vinicius, mas parou em Cleriston. O lobo-guará também não ficou só atrás e foi ao ataque, força do Tadeu defender uma finalização do ataque do Iporá após erro na defesa. O Goiás sofreu uma baixa ainda no primeiro tempo após a saúde de Nicolas, que deixou o gramado com a mão na coxa.

Continua após a publicidade

O Goiás teve então sua melhor chance aos vinte e nove minutos. Luan tocou para Pedro Raul finalizar para o gol, mas ele quis tentar uma cavada e Cleriston foi esperto e fez bela defesa. No contra-ataque, o lobo-guará por pouco não abriu o placar, com a finalização próxima do gol de Tadeu. Pedro Raul mais uma vez teve a chance de abrir o placar em belo passe de Vinicius que deixou o atacante sozinho, mas mais uma vez ele parou em Cleriston. Os gols errados por parte do time esmeraldino vieram nos acréscimos do primeiro tempo, belo cruzamento de Douglas Pelé e na medida para Régis Potiguar de cabeça marcar.

Segundo tempo

Atrás do placar, o time esmeraldino então foi para cima para não vacilar em casa. Aos sete minutos o empate veio. Bela jogada de Luan com Dieguinho e o lateral tocou para Elvis que olhou e colocou na cabeça de Pedro Raul, que dessa vez não errou e foi para as redes. O Iporá aos poucos ia aproximando da área e em uma dessas chegadas, Ramon Pereira cruzou e o arco chegou em Douglas Pele que finalizou muito bem passando ainda por cima de Tadeu para colocar o time do interior novamente na frente do placar.

Não durou muito a vantagem do Iporá e seis minutos depois, ataque fervoroso do time esmeraldino e Vinicius tomou a frente da marcação e cruzou, mas a bola contou com o desvio no zagueiro Robson e morreu nas redes. No final do jogo, Regis Potiguar teve uma excelente chance em falta próxima da área, ele finalizou muito bem, mas Tadeu fez uma defesa de mão trocada para evitar o gol que deixaria o jogo mais difícil para o Goiás. A partida ainda ficou quente no final do jogo, dando tempo de Lídio de cabeça ainda marcar no último minuto. Fim de jogo na Serrinha e ainda assim, Goiás na final do Goianão.

Primeira derrota de Pivetti

Depois de sete jogos o treinador conheceu sua primeira derrota no Campeonato Goiano. O técnico somava cinco vitórias e um empate e contra o Iporá seu primeiro revés na temporada, na Serrinha.

Ficha Técnica:

Goiás 2×3 Iporá

Data: 23 de março de 2022

Horário e local: 19h30, estádio Hailé Pinheiro (Serrinha)

Arbitragem: Wílton Sampaio (Fifa); assistente: Fabrício Vilarinho (FIFA) e Tiego dos Santos; quarto árbitro: Gabriel Queiroz.

Gols: Pedro Raul 7’2T e Robson contra 24’2T (Goiás); Regis Potiguar 47’1T, Douglas Pelé 19’2T, Lídio 49’2T (Iporá)

Goiás: Tadeu; Dieguinho, Yan Souto, Reynaldo, Danilo Barcelos; Auremir, Henrique Lordelo, Luan (Apodi); Vinicius (Reginaldo), Nicolas (Élvis) e Pedro Raúl. Técnico: Bruno Pivetti.

Iporá: Cleriston; Douglas Pelé, Robson (Lídio), Jefferson, Ramon; Renato Xavier, Renato Soares (Flávio), Régis, Tiago Pará; João Araújo e Du Gaia (Jairinho). Técnico: Édson Silva.

Veja Também