Stock Car: Hot Car trabalha por carros voadores em etapa histórica no Galeão

Postado em: 09-04-2022 às 07h00
Por: Ildeu Iussef
Equipe prevê que adaptação de carros e pilotos ao piso de concreto será trunfo para bom rendimento no retorno da Stock Car ao Rio de Janeiro | Foto: Luís França/Hot Car

Quase dez anos depois da última corrida de Stock Car no Rio de Janeiro, os motores voltarão a roncar na Cidade Maravilhosa em 2022. Neste final de semana, dias 9 e 10 de abril, o Aeroporto do Galeão vai receber as naves da principal categoria do automobilismo nacional.

Acostumada a vivenciar momentos históricos, a Hot Car Competições está pronta para um dos maiores desafios da temporada: acelerar numa pista com um piso diferenciado e sem referências prévias. O time paulista vai alinhar seus dois carros para o GP Galeão com Felipe Lapenna a bordo do Chevrolet Cruze #110 enquanto Tuca Antoniazi retorna ao time no comando do #54.

Para Babi Rodrigues, a volta ao Rio de Janeiro será o tipo de desafio que a Hot Car gosta de encarar. “Essa terceira etapa no Galeão será um grande desafio para equipes e pilotos. Ninguém tem dados prévios e nunca fizemos uma competição neste tipo de piso, que é o concreto de aviação. Teremos apenas dois treinos de 30 minutos antes da classificação no sábado, é um curto período para entender o comportamento do carro e os pilotos se acostumarem. Estamos felizes em participar de uma etapa histórica com o retorno da Stock Car para o Rio”, disse Babi Rodrigues.

Para Felipe Lapenna, o Rio de Janeiro pode ser a pista da “volta por cima” após os resultados de Goiânia. “A expectativa para o Rio é muito boa, a gente vem numa boa evolução e Goiânia foi uma situação atípica. Acredito que nessa pista do Rio de Janeiro, que é nova para todo mundo, pode ser que o nosso carro funcione muito mais. Eu gosto de pistas e desafios novos. Vamos com tudo para fazer um excelente trabalho no fim de semana”, disse o piloto do carro #110

A etapa do Galeão é a terceira das 12 etapas previstas para o calendário da Stock Car. O evento faz parte das comemorações de 70 anos do Aeroporto Internacional Tom Jobim.

Compartilhe: