Assessor de imprensa do Goiás se desculpa após acusar Hulk de quebrar porta da Serrinha

Postado em: 04-05-2022 às 15h49
Por: Breno Modesto
O atacante Hulk era acusado de ter quebrado uma porta de um dos vestiários da Serrinha | Foto: Fernando Lima/Goiás EC

No último sábado (30), Goiás e Atlético Mineiro ficaram no 2 a 2, no Estádio da Serrinha, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Logo após o término da partida, o assessor do clube esmeraldino, Fernando Lima, enviou, em um grupo de mensagens com jornalistas que cobrem a equipe, uma foto de uma porta quebrada de um dos vestiários da praça esportiva.

Logo na sequência, Fernando afirmou que o dano teria sido causado pelo atacante Hulk, que estaria descontente com a arbitragem do carioca Bruno Arleu de Araújo, que apitou o confronto. “Incrível Hulk e o chute que ele deu na porta na entrada do vestiário da arbitragem”, escreveu Fernando Lima.

No mesmo dia, o atleta usou suas redes sociais para negar a acusação, para informar que notificaria o Esmeraldino e para pedir uma retratação pública. E, na manhã desta quarta-feira (4), Fernando Lima publicou uma nota, dizendo ter “agido por impulso” e sem consultar a diretoria do Goiás. Na nota, ele explica o que aconteceu e pede desculpas ao jogador Givanildo, o Hulk.

Confira a nota publicada pelo assessor de imprensa do Goiás, Fernando Lima:

“Em 30/04/2002, após o jogo entre Goiás Esporte Clube e Clube Atlético Mineiro, válido pelo Campeonato Brasileiro 2022, fui informado que alguns dirigentes e atletas do CAM, estavam interpelando a equipe de arbitragem da partida, e que durante esta discussão, a porta de acesso ao vestiário da arbitragem no Estádio Hailé Pinheiro, fora danificada. Como de fato foi danificada. Recebi a imagem do fato narrado acima, corroborada pelas informações de funcionários do Goiás e terceiros que presenciaram o aludido fato e de que teria sido o atleta Givanildo (Hulk) o possível causador de tal dano. Em grupo privado da imprensa no WhatsApp, postei a imagem da porta danificada e fiz um trocadilho associando a força do senhor Givanildo ao ato, sendo que em momento algum tive a intenção de ofender ou prejudicar quem quer que seja. Naquele momento, fui tomado pela emoção e me deixei levar por informações trazidas a mim por terceiros e não checadas por minha pessoa. Saliento que, naquele momento, agi por impulso, sem consultar os membros da direção do Goiás e sem a devida checagem das imagens das câmeras internas de segurança. Ressalto que em momento algum o Clube autorizou ou publicou qualquer nota ou imagem do caso em seus canais oficiais. Peço minhas sinceras desculpas ao Sr. Givanildo (Hulk), ao Clube Atlético Mineiro e ao Goiás Esporte Clube por todo e qualquer transtorno que minha ação impensada tenha causado, assumindo toda responsabilidade pelo lamentável fato”, escreveu Fernando Lima.

Compartilhe: