Atlético Goianiense é goleado pelo Flamengo e chega à sexta derrota seguida no Brasileirão

Na abertura do segundo turno da competição nacional, o time comandado pelo técnico Jorginho foi goleado pelo Flamengo, fora de casa

Postado em: 30-07-2022 às 23h47
Por: Breno Modesto
No Maracanã, o Atlético Goianiense foi goleado pelo Flamengo por 4 a 1, chegando à sexta derrota seguida no Brasileiro | Foto: Gilvan de Souza/CR Flamengo

O bom momento vivido pelo Atlético Goianiense na Copa do Brasil e na Copa Sul-Americana não consegue ser repetido no Campeonato Brasileiro. Na abertura do segundo turno da competição nacional, o time comandado pelo técnico Jorginho foi goleado pelo Flamengo, fora de casa. No Maracanã, derrota por 4 a 1. O revés foi o sexto consecutivo do Dragão no torneio.

O tento atleticano foi marcado por Wellington Rato. Mesmo com o resultado negativo, o Rubro-Negro se mantém na décima oitava posição na tabela de classificação do Brasileirão, com 17 pontos conquistados. No entanto, o time do bairro de Campinas pode terminar a rodada na lanterna, já que o Juventude, penúltimo colocado, com 16 pontos, e o Fortaleza, último, com 15 pontos, ainda jogarão na rodada.

O jogo

Continua após a publicidade

A partida no Maracanã começou de maneira tímida, o que fez com que as primeiras oportunidades de gol demorassem a aparecer. Elas surgiram apenas na metade do primeiro tempo. Para a infelicidade do Atlético Goianiense, o Flamengo, primeiro a finalizar, não desperdiçou seus primeiros chutes ao gol de Ronaldo, nas marcas de 21 e 22 minutos.

O primeiro gol da noite nasceu a partir de uma jogada do garoto Victor Hugo. Depois de receber um longo lançamento de Matheuzinho, na ponta direita, o camisa 29 partiu para cima da marcação atleticana, invadiu a grande área e tocou para o meio, onde estava Lázaro, que se adiantou à marcação da zaga rubro-negra e mandou para o fundo das redes de Ronaldo.

No minuto seguinte, foi a vez de Marinho marcar. Matheuzinho conseguiu antecipar uma invertida do Dragão e tocou novamente para Victor Hugo, que se livrou da marcação e entregou para Vidal. O chileno percebeu a movimentação do atacante rubro-negro e só rolou, ajeitando para o camisa 31, que disparou a bomba de fora da área. Ronaldo até encostou na bola, mas não conseguiu evitar o segundo gol.

Pouco depois, veio um lance que influenciaria no terceiro gol do Flamengo. Na marca de 26 minutos, Marinho disputou a bola com Édson Felipe, dentro da área, e acabou sendo tocado pelo jogador atleticano. Num primeiro momento, o árbitro viu o lance como normal. No entanto, após ser chamado pelo VAR, assinalou o pênalti para os cariocas. Depois de seis minutos, Vidal foi para a batida e marcou.

Ainda no primeiro tempo, veio o quarto gol dos mandantes. Do campo de defesa, Ayrton Lucas mandou um longo lançamento para Victor Hugo. O meia ganhou de Jefferson na corrida e, ao ficar de frente para Ronaldo, só tocou por cima do arqueiro atleticano, que nada pôde fazer para evitar que o Flamengo marcasse mais uma vez e transformasse o resultado em goleada.

Na etapa final, o Dragão conseguiu marcar seu gol de honra. Baralhas e Churín disputaram com Diego a posse de uma sobra de bola. O argentino conseguiu desarmar o flamenguista e tocou para o volante, que descolou um belo passe para Wellington Rato. O camisa 7 recebeu, limpou a marcação e encheu o pé, diminuindo o marcador e dando números finais ao jogo.

Ficha técnica
Flamengo 4×1 Atlético-GO

Data: 30 de julho de 2022
Horário: 20h30
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Gols: Lázaro (21’/1T), Marinho (22’/1T), Vidal (32’/1T) e Victor Hugo (49’/1T) – FLA; Wellington Rato (36’/2T) – ACG

Cartão vermelho: Luiz Fernando (39’/2T) – ACG

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Marcio dos Santos (RN) e Lorival Candido das Flores (RN)
VAR: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN)

Flamengo: Santos; Matheuzinho (Rodinei), Fabrício Bruno, Pablo e Ayrton Lucas; Vidal (Thiago Maia), Diego e Victor Hugo (Everton Ribeiro); Marinho, Lázaro (Vitinho) e Everton (Gabriel).
Técnico: Dorival Júnior

Atlético-GO: Ronaldo; Dudu, Wanderson, Édson Felipe (Klaus) e Jefferson; Gabriel Baralhas, Marlon Freitas (Willian Maranhão) e Jorginho (Churín); Wellington Rato, Ricardinho (Airton) e Peglow (Léo Pereira).
Técnico: Jorginho

Veja Também