Lateral Ismaily comemora estreia com gol pelo Lille e projeta evolução

O gol marcado pelo brasileiro foi o de número 5.000 da história do clube francês

Postado em: 15-08-2022 às 15h24
Por: Breno Modesto
Na sexta (12), o defensor fez a sua primeira partida com a camisa do Lille, no empate em 1 a 1, fora de casa, contra o Nantes | Foto: LOSC Lille

A tarde da última sexta-feira (12), foi especial para o lateral-esquerdo brasileiro, Ismaily. O defensor fez a sua primeira partida com a camisa do Lille, no empate em 1 a 1, fora de casa, contra o Nantes. Logo na estreia, Ismaily, que atuou por nove temporadas seguidas no Shakhtar Donetsk, já mostrou as suas credenciais e marcou o seu primeiro gol pela equipe francesa. Além disso, o gol, marcado por Ismaily, foi o de número 5.000 da história do LOSC Lille. O brasileiro não escondeu a felicidade em anotar o primeiro tento pela equipe.

“Fico muito feliz em poder voltar a jogar depois de tudo que a gente viveu nesses últimos meses. Agradeço muito ao Lille pela oportunidade que me deu, ao me permitir jogar em uma das principais ligas do mundo. Fazer gol é sempre muito bom e, logo na estreia, traz uma confiança ainda maior para a sequência. Depois do jogo, fiquei sabendo que era o gol número 5.000 da história do clube”, celebrou.

Ismaily não jogava uma partida oficial desde o início de dezembro de 2021. Por conta dos conflitos na Ucrânia, o jogador deixou o Shakhtar e retornou ao Brasil. Ismaily passou um período treinando em sua casa, mantendo a forma física. Apesar da boa estreia, o brasileiro acredita que ainda irá evoluir no decorrer da temporada.

Continua após a publicidade

“Passei um longo período sem jogar uma partida, fiz apenas alguns amistosos com o Shakhtar no início do ano e isso nos deixa um pouco fora de ritmo de jogo. Vinha treinando em casa com um profissional, mas não é a mesma coisa de treinamentos com a equipe. Desde que cheguei, tenho focado bastante na preparação. Creio que, com o decorrer dos jogos, eu vou pegando ritmo e evoluindo gradativamente”, concluiu.

Veja Também