Terça-feira, 20 de fevereiro de 2024

Apesar da situação Esmeraldina não ser favorável, a equipe não deixará de lutar

A esperança é verde

Postado em: 28-11-2023 às 22h10
Por: Larissy Summer Santos
Imagem Ilustrando a Notícia: Apesar da situação Esmeraldina não ser favorável, a equipe não deixará de lutar
Temporada passada o Goiás terminou a competição na 13ª colocação com 46 pontos. (Foto: Rosiron Rodrigues/GEC)

O Goiás perdeu para o Cruzeiro nesta segunda (27) por 1 a 0 e se complicou ainda mais na zona de rebaixamento para a Série B. Apesar da derrota, para um concorrente direto, a equipe Esmeraldina ainda não está matematicamente rebaixada, restam ainda três jogos e o time está na 18ª colocação com 35 pontos.

Para o técnico Mário Henrique, a partida contra a equipe mineira não fluiu como o esperado, apesar dos dias de treino, a mais do que o normal, que a equipe teve por conta da Data FIFA. No primeiro tempo o Goiás não saiu atrás do placar por conta do goleiro Tadeu, que salvou a equipe. Apesar de melhorar na segunda etapa acabou levando gol no finalzinho da partida.

“Realmente as coisas não fluíram como nós imaginávamos. Acho que a gente se desfez da posse de bola. Proporcionamos ao Cruzeiro muitas transições, muito jogo apoiado. No intervalo conseguimos corrigir, tivemos um domínio melhor no segundo tempo”. 

Continua após a publicidade

“Mas o primeiro realmente não foi aquilo que queríamos. Demos muito espaço. No segundo tivemos um pouco de controle, tivemos algumas situações, mas pecamos no fim e tomamos o gol”, analisou o treinador.

Restando apenas três jogos para o fim da temporada, o Goiás pode chegar no máximo 44 pontos, ficando um ponto a menos para alcançar a “pontuação ideal” para se livrar do rebaixamento, o famoso 45. 

Mesmo diante das dificuldades, Mário Henrique diz que a equipe continuará lutando até o final, se tem chances vão dar o máximo para agarrar essa oportunidade.

“Enquanto tiver vida, nós vamos lutar. A equipe demonstrou um poder de competitividade muito grande. Agressividade muito grande. Lógico que não vai ser da noite para o dia que vamos transformar tudo. Mas enquanto houver esperança, vamos acreditar. Está difícil? Sim, temos que ser realistas. Mas estamos trabalhando”, analisou o treinador. 

A próxima partida já é decisiva para a equipe Esmeraldina, se não vencer o Grêmio, na quinta (30), às 19h, em Porto Alegre, o Verdão sacramenta matematicamente o rebaixamento. Nem o empate ajuda a equipe.

Improvisado na lateral esquerda na última partida, o meia Diego reforçou o comprometimento da equipe para escapar do rebaixamento e também não deixar de acreditar .  

“É acreditar, temos chances matemáticas de escapar do rebaixamento, agora é honrar a camisa do Goiás até o final e nós vamos honrar. Estou dando a minha palavra e falo pelo grupo também”. 

“Vamos buscar as vitórias como estamos buscando, infelizmente não vem acontecendo, mas vamos continuar buscando até o final, porque vamos honrar o Goiás, o Goiás mercere isso, a torcida que nos apoiou durante os jogos merece que nós (atletas) honre a camisa do Goiás”, 

Agenda

O Goiás volta a campo na quinta (30), às 19h, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. Depois encara o Fortaleza no domingo (03/12), às 18h30, na Arena do Castelão, em Fortaleza e encerra a Série A na quarta (06/12), às 21h30, contra o América, no Estádio da Serrinha, em Goiânia.

Veja Também