Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

Mayra Aguiar é campeã do Grand Slam de Tóquio de judô

Além da Mayra, Jéssica Lima também conquistou medalhas, enquanto outros atletas brasileiros apenas pontuaram em busca da vaga pra Paris 2024

Postado em: 03-12-2023 às 17h02
Por: Larissy Summer Santos
Imagem Ilustrando a Notícia: Mayra Aguiar é campeã do Grand Slam de Tóquio de judô
Brasil conquista duas medalhas na competição (Foto: Emanuele Di Feliciantonio/IJF)

Neste final de semana aconteceu o tradicional Grand Slam de Tóquio e Mayra Aguiar foi campeã da categoria de 78kg e se tornou a primeira brasileira da história a conquistar essa medalha. O evento encerra a temporada 2023 de judô mundial e garante pontos importantes para os atletas para busca da vaga nas Olimpíadas de Paris.

Na estreia, superou Antonia Shmeleva (AIN) e depois passou pela japonesa Sugimura Mizuki, por ippon. Na semifinal encarou outra japonesa, Mami Umeki e com nove segundos de lutas venceu novamente por um ippon.

Pela disputa da medalha de ouro, Mayra encarou a campeã mundial Lanir Inbar (ISR). Um duelo mais equilibrado, porém a brasileira conseguiu encaixar um waza-ari com 45 segundos de luta. No final, a israelense tentou algumas investidas, mas Mayra conseguiu conter a adversária. 

Continua após a publicidade

Mayra Aguiar esteve ausente nas principais competições no primeiro semestre e retornou para o Grand Slam Baku, em setembro, onde foi bronze. A última conquista de um título na competição foi em Düsseldorf, na Alemanha, em fevereiro de 2019. Em suas redes sociais, Mayra agradeceu o apoio que recebeu.

“Esta conquista é muito especial para mim. Era uma competição que sempre quis ganhar. Tanto pela dureza que ela é e também porque, depois do Brasil, o Japão é meu lugar favorito. Muito obrigada pela torcida, seguimos em frente”, publicou Mayra.

Mayra é dona de sete medalhas em Campeonatos Mundiais e três vezes medalhista olímpica, agora é a primeira mulher a conquistar o Grand Slam de Tóquio. O Brasil tem um título no masculino com Sérgio Pessoa, em 1986, quando o torneio ainda se chamava Copa Jigoro Kano.

O Brasil também conquistou a medalha de prata na categoria 57kg com Jéssica Lima. A brasileira superou a japonesa Riko Honsa, vice-campeã mundial juvenil, e a canadense Jessica Klimkait, medalhista olímpica em 2021. Na decisão perdeu para a japonesa naturalizada canadense Christa Degushi. 

Desempenho outros atletas

Na categoria feminina até 52 kg, Larissa Pimenta ficou em quinto lugar e conquistou pontos importantes para conquistar a a vaga nas Olimpíadas de Paris. No masculino, 66kg, William Lima até conquistou duas vitórias, mas acabou em sétimo lugar.

Leonardo Gonçalves (100kg), Rafael Buzacarini (100kg), Rafael Silva (+100kg), Ketleyn Quadros (63kg) e Jéssica Pereira (52kg) estrearam com vitórias, mas não chegaram às quartas-de-final. Michel Augusto (60kg) caiu na primeira luta para o vice-campeão olímpico, Yeldos Smetov, do Cazaquistão.

Veja Também