Quinta-feira, 29 de fevereiro de 2024

Marcus D’Almeida conquista o título de melhor arqueiro do mundo em 2023

Fluminense conquista o topo do mundo no tiro com arco e celebra vice-campeonato em Las Vegas

Postado em: 04-02-2024 às 16h38
Por: Vitória Bronzati
Imagem Ilustrando a Notícia: Marcus D’Almeida conquista o título de melhor arqueiro do mundo em 2023
Em 2023, Marcus liderou o ranking mundial da modalidade durante a maior parte do ano, com atuações consistentes e precisas | Foto: Reprodução/Gov.br

O Brasil tem um novo ídolo no tiro com arco. O fluminense Marcus Vinícius D’Almeida, de 26 anos, foi eleito, neste domingo (4), o melhor arqueiro do mundo de 2023, pela World Archery – federação internacional da modalidade.

O título coroa uma temporada espetacular para Marcus, que dominou o ranking mundial e acumulou conquistas expressivas. Entre os destaques, estão a medalha de bronze no Campeonato Mundial em Berlim, o título da etapa final da Copa do Mundo em Hermosillo, no México, e duas medalhas nos Jogos Pan-Americanos de Santiago, no Chile (prata nas duplas mistas e bronze por equipes).

“É um sonho realizado”, disse Marcus, emocionado com a premiação. “Trabalho duro há muitos anos para chegar neste momento. Dedico este título à minha família, aos meus treinadores e a todos que me apoiaram nesta jornada.”

Continua após a publicidade

Dominando o cenário mundial

A hegemonia de Marcus no tiro com arco se traduz em números impressionantes. Em 2023, ele liderou o ranking mundial da modalidade durante a maior parte do ano, com atuações consistentes e precisas.

No Campeonato Mundial em Berlim, o brasileiro chegou ao pódio após uma disputa acirrada contra os melhores arqueiros do planeta. Na final da Copa do Mundo em Hermosillo, ele superou o holandês Steve Wijler para conquistar o título inédito.

Ainda neste domingo, após receber o prêmio de melhor do mundo, Marcus D’Almeida disputou a final do Circuito Mundial Indoor em Las Vegas, nos Estados Unidos. O brasileiro chegou à final após eliminar Nicholas D’Amour, das Ilhas Virgens Americanas; o britânico Tom Hall e o holandês Steve Wijler.

Na decisão, Marcus encontrou o experiente Brady Ellison, dos Estados Unidos, dono de três medalhas olímpicas. Apesar de uma disputa acirrada, o norte-americano levou a melhor por 6 a 2, com destaque para a sua performance impecável nos dois primeiros sets.

Com informações da Agência Brasil

Veja Também