Segunda-feira, 15 de abril de 2024

Augusto Freitas e Fabiano Cardoso vencem primeira corrida Endurance da Turismo Nacional

Prova teve 62 pilotos e foi a primeira no formato de longa duração da categoria

Postado em: 25-02-2024 às 13h23
Por: Vitória Bronzati
Imagem Ilustrando a Notícia: Augusto Freitas e Fabiano Cardoso vencem primeira corrida Endurance da Turismo Nacional
A Turismo Nacional volta a acelerar para a primeira etapa Sprint da temporada 2024 nos dias 12 a 14 de abril, no Autódromo de Interlagos | Foto: Duda Bairros/Vicar

Augusto Freitas e Fabiano Cardoso escreveram uma página inédita na história da Turismo Nacional na tarde do último sábado (24) no Autódromo Internacional de Goiânia Ayrton Senna. Correndo em dupla, os pilotos conquistaram a vitória da primeira corrida de longa duração promovida pela categoria.

A dupla formada pelo atual campeão da TN na categoria B e seu chefe de equipe, um exímio piloto em carros de tração dianteira, foi uma das grandes protagonistas ao longo da prova e sempre esteve nas primeiras posições. Nem mesmo o temporal que deu as caras na capital goiana no começo da hora final foi páreo para tirar o triunfo dos pilotos, que guiaram o Chevrolet New Onix #04 preparado pela Fast Racing.

Com o resultado deste sábado, o catarinense e o gaúcho começam a temporada 2024 como líderes da Copa Endurance, um dos certames à parte promovidos pela categoria ao longo do ano. Além do título reservado aos maiores pontuadores das duas corridas de longa duração, a Turismo Nacional também realiza o campeonato Sprint — com seis etapas, compostas por corridas de ‘tiro curto’. O título Overall representa a soma dos pontos somados em todas as provas do calendário.

Continua após a publicidade

A segunda posição terminou com o trio melhor colocado nesta tarde. Pablo Alves travou duelo espetacular com Ewerson Dias nas últimas voltas da corrida e conquistou importante resultado para tripulação formada também por Kreis Jr. e Renato Braga. O conjunto figurou nas primeiras colocações em praticamente toda a disputa, chegando até a assumir a liderança em alguns momentos.

Destaque também para outra forte dupla, que finalizou a corrida deste sábado em uma muito honrosa terceira posição. Ewerson Dias, que formou parceria com o goiano Leandro Reis, cruzou a linha de chegada logo de Pablo Alves. A parceria, formada por Ewerson, campeão Sênior B em 2023, e por Leandro, reconhecido pela sua experiência correndo de campeão, empreendeu recuperação notável durante a corrida depois de ter largado da última colocação, resistiu aos muitos desafios apresentados pela etapa e assegurou bom lugar no pódio.

Depois de três carros da Chevrolet nas três primeiras posições, o top-5 foi completado pelo Volkswagen Polo de Edu de Paula e Leonardo Kovalski, enquanto a dupla formada por Ernani Kuhn e João Cardoso Neto, também a bordo de um New Onix, concluiu a disputa na quinta colocação.

Como foi a corrida

Em razão de uma punição imposta a Ewerson Dias e Leandro Reis após inspeção técnica realizada na noite de sexta-feira, a pole position da primeira prova Endurance da Turismo Nacional foi herdada por Augusto Freitas e Fabiano Cardoso. Coube a Cardoso largar para a dupla em Goiânia no início de uma corrida muito disputada e de ritmo intenso.

Logo nos primeiros minutos, a prova teve baixas de muita relevância. Atual campeão da Turismo Nacional na categoria A, Juninho Berlanda enfrentou problemas e teve de abandonar a disputa depois de somente quatro voltas. Quem também deixou a batalha foi Gui Sirtoli, que iniciou o sint para o trio formado também por Junior Helte e Natan Sperafico.

As primeiras paradas para reabastecimento e troca de pilotos começaram depois de 25 minutos de corrida. A abertura do segundo stint trouxe Ernani Kuhn na liderança, com Arthur Scherer — parceiro de Vitor Genz — lutando pela segunda posição com Kreis Jr., do trio formado por Pablo Alves e Renato Braga. Mais atrás, chamava a atenção a batalha envolvendo Augusto Freitas e Leandro Reis.

A segunda hora de prova começou com o Chevrolet New Onix de Arthur Scherer e Vitor Genz na liderança. Um dos pontos altos neste momento foi a disputa na pista entre pai e filha, Ewerson e Bruna Dias, o que refletiu o caráter de uma corrida de alta intensidade, em que pese a duração de três horas mais uma volta. Antes do complemento de mais um stint e de novas paradas de boxes, a primeira posição mudou de mãos: Daniel Nino e Diego Augusto assumiram o topo da tabela.

Perto do complemento da segunda hora, os céus indicavam uma nova dinâmica na corrida. Um grande temporal se aproximava com força da região do autódromo, com potencial para mudar toda a história da etapa. Antes da chuva, o top-3 da corrida era formado por Ernani Kuhn/João Cardoso, Arthur Scherer/Vitor Genz e Daniel Nino/Danilo Augusto, enquanto Ewerson Dias/Leandro Reis aparecia na quarta colocação e Pedro Bürger/Thiago Riberi em quinto.

Momento de decisão

A chuva finalmente deu as caras na pista na hora final em Goiânia e tornou a decisão da corrida ainda mais imprevisível e frenética. O trio formado por Pablo Alves, Kreis Jr. e Renato Braga escalou rumo à ponta da tabela, com Augusto Freitas e Fabiano Cardoso em segundo e na mesma volta do líder. E a chuva apertava ainda mais.

Depois do sexto pit-stop do Chevrolet New Onix #33, Fabiano Cardoso e Augusto Freitas retomaram a dianteira no período mais desafiador da corrida, quando a pista estava muito lisa e até encharcada em alguns pontos da pista. Destaque para os dois Volkswagen Polo da Duraline Racing, de Edu de Paula/Leonardo Kovalski em segundo e Rafael de Paula/Stive Tokarski em terceiro, os dois na mesma volta do líder da corrida.

Depois da trégua da chuva, todas as atenções estavam voltadas à luta pela vitória. Cardoso e Freitas mantiveram a ponta antes do último pit-stop. Coube a Fabiano o stint final pela dupla do New Onix #4. Na segunda posição da prova, Ewerson Dias reassumiu o volante do Onix Sedan #250 e partiu para a última tentativa de buscar o primeiro lugar.

As voltas finais reservaram um duelo espetacular e lado a lado entre Ewerson Dias e Pablo Alves, que lutaram pela segunda colocação. Na última volta, o paraense radicado em Goiânia fez a ultrapassagem no fim da reta dos boxes e triunfou na batalha final, encerrando com chave de ouro uma corrida especial para a Turismo Nacional.

Ao fim de três horas e mais uma volta, a Turismo Nacional finalizou a primeira corrida Endurance da sua história e coroou como vencedores o catarinense Augusto Freitas e o gaúcho Fabiano Cardoso. Os dois começam 2024 no topo do pódio da categoria dos carros mais vendidos do Brasil.

Sábado de glória

Augusto Freitas comemorou seu primeiro triunfo na categoria A, mas atribuiu o sucesso ao seu parceiro de carro. “Essa vitória é do Fabiano, que é um guerreiro, trabalha dia e noite. E quero falar isso para ele, dizer que admiro muito esse cara. Toda minha dedicação, meu esforço, cada gota de suor que derramei aqui foi por ele. Sabia que ele merecia essa vitória”, destacou.

Fabiano Cardoso também rendeu elogios a Augusto neste dia de vitória em Goiânia. “Só tenho de agradecer a ele, que é novo no automobilismo e está trabalhando no rumo certo. Adoro ensinar e fazer o piloto evoluir. Então, poder fazer o que a gente gosta, ama, colher resultados e poder mostrar o poder do aprendizado é fantástico. Só tenho de agradecer a Deus por isso”.

Segundo colocado, Pablo Alves exaltou os parceiros Kreis Jr. e Renato Braga. “Não fomos muito bem ontem na tomada de tempos, mas na corrida o carro foi encaixando. Nossos companheiros de equipe fizeram o papel direitinho. Sofremos um drive-through, a vitória poderia ter sido nossa, mas Deus não quis que fosse assim. O carro era muito rápido, estava sobrando, mas infelizmente ficamos fora da luta pela vitória”.

Para Ewerson Dias, chegar em terceiro depois de ter largado da 28ª e última posição tem um grande significado. “Lideramos todos os treinos livres e fizemos a pole, mas fomos punidos. Depois do que passamos, terminar neste pódio para nós tem um sabor de vitória. Foi um excelente fim de semana”, declarou o parceiro de Leandro Reis.

A Turismo Nacional volta a acelerar para a primeira etapa Sprint da temporada 2024 nos dias 12 a 14 de abril, no Autódromo de Interlagos. Já a segunda corrida Endurance do ano está marcada para 14 de setembro, no Rio Grande do Sul.

Veja Também