Sucesso nas principais capitais do Brasil, trapper TRIMOX investe no Centro-Oeste

Em entrevista ao Essência, o artista conta que está chegando a Goiânia com o propósito de naturalizar o trap no cerrado

Postado em: 13-08-2022 às 09h30
Por: Elysia Cardoso Ferreira
TRIMOX, que se inspira em Drake e Roddy Ricch, conta que o sonho do trap começou pelo amor à poesia | Foto: Igor Duarte

“Sou goiano e sempre sonhei com a música eletrônica em geral dominando a cena de Goiás”, com essa premissa, o cantor e compositor de trap TRIMOX realizou o lançamento de cinco singles na produtora musical Casa Trix na última sexta-feira (12). O lançamento do EP ‘Black Patife’ foi celebrado na data com um coquetel exclusivo para convidados.

Em entrevista ao Essência, o artista conta que está chegando a Goiânia com o propósito de naturalizar o trap no cerrado, estilo musical já reconhecido nas principais cidades do Brasil, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador e Brasília. Questionado sobre o que falta para a cena do trap se expandir na Capital, TRIMOX afirma: “Acho que falta a galera se abraçar e fazer acontecer. a cena do trap tem tudo pra dominar Goiânia”.  

TRIMOX, que se inspira em Drake e Roddy Ricch, conta que o sonho do trap começou pelo amor à poesia e melodias compostas por histórias e tocantes. O cantor  reconhece que a cultura goiana é aberta a todos os estilos musicais e por isso, escolheu a capital para o seu lançamento.

Continua após a publicidade

“Goiás é um grande berço para as diversas musicalidades do país e acreditamos na diversidade cultural abrangente no local. Sou natural do Centro-Oeste e, apesar de ter rodado o país atuando nos diversos tipos de ritmos, retorno com as melhores novidades para o povo goiano”, ressalta TRIMOX.

O trapper atua no ramo musical desde os sete anos de idade, quando começou a tocar sanfona. Aos 18 anos, se mudou para Salvador, onde trabalhou no pagotrap com cantores famosos, como Léo Santana, Parangolé e Psirico. “Minha imersão no trap foi um processo natural. Sempre estive conectado com o rap através dos meus beats, cantar foi uma escolha feita na pandemia, onde a gente começou a elaborar o EP ‘Black Patife’, comenta o artista.

Alvaro Guilherme, empresário de TRIMOX e responsável pela casa Trix, traz o Selo musical Trix com a vertente do trap, que será uma novidade geral para Goiânia. “TRIMOX traz o melhor do trap para o Centro-Oeste. As pessoas podem esperar melodia, poesia e sentimento. Além de TRIMOX, a Casa Trix está de portas abertas para os músicos que sonham com o trap. Contamos com um estúdio audiovisual completo para todos os tipos de produções”, informa o empresário.

O que é o trap e onde ele surgiu

Criado nos Estados Unidos da América, o trap teve início nos anos 2000. É reconhecido como um subgênero do rap, uma espécie de variação com vários pontos em comum. O estilo possui um conjunto mais melódico, com harmonização de letras poéticas e sentimento. 

Por isso, pode se dizer que o trap é uma atualização do rap e o fato de ambos estilos conviverem juntos mostra que um não anula o outro. Pelo contrário, eles combinam e juntos dominam as paradas mundo afora.  

Para entender o contexto em que o trap surgiu e as influências que ele carrega, é preciso compreender a suas origens. Na tradução literal, a palavra trap significa armadilha e também pode ser utilizada como uma gíria para indicar lugares perigosos. 

No Brasil o trap tem arrastados multidões. São adolescentes e jovens que buscam por um estilo diferente. No país também ganhou características próprias. Mesmo sendo influenciadas pelo som produzido nos Estados Unidos.

Veja Também