Após ministro da CGU dizer que senadora está ‘descontrolada’, é chamado de ‘moleque’ e sessão é encerrada

O presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), deu indícios de que poderia agredir Rosário.

Postado em: 21-09-2021 às 18h40
Por: Alice Orth
O presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), deu indícios de que poderia agredir Rosário. | Foto: Reprodução/Agência Senado

O ministro Wagner Rosário, da Controladoria-Geral da União (CGU), iniciou uma discussão durante a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid nesta terça-feira (21/09) ao dizer que a senadora Simone Tebet (MDB-MS) estava “descontrolada”.

Tebet havia questionado pontos de relatórios da CGU, afirmando que o órgão estava sendo omisso, e disse que o ministro “é um engavetador”.

“Bem, senadora, com todo o respeito à senhora, eu recomendo que a senhora lesse tudo de novo, porque a senhora falou uma série de inverdades aqui”, respondeu ele. Tebet afirmou ainda que ele poderia chamar de inverdades, mas não poderia mandá-la ler novamente os documentos.

Continua após a publicidade

“A senhora me chamou de engavetador. Me chamou do que quis”, disse o ministro. “A senhora está totalmente descontrolada”, rebateu. O senador Otto Alencar (PSD-BA) tentou defender a senadora e chamou Rosário de “moleque”, o que aumentou a confusão.

O presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), levantou-se com o dedo em riste, dando indícios de que poderia agredir Rosário. Ele foi contigo por assessores e a sessão foi encerrada.

Veja Também