Ministro da Saúde Marcelo Queiroga diz que ter mostrado dedo a manifestantes foi ‘falha’

"Nós somos humanos, né?", respondeu na volta ao Brasil.

Postado em: 05-10-2021 às 18h04
Por: Alice Orth
"Nós somos humanos, né?", respondeu na volta ao Brasil.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta terça-feira (05/10) que ter mostrado o dedo do meio a manifestantes em Nova Iorque, há duas semanas, foi uma “falha”.

“Temos trabalhado muito pelo Brasil, temos conseguido resultados muito importantes, significativos no controle da pandemia. Nós somos humanos, né? É da natureza humana existirem falhas”, justificou-se.

A afirmação foi feita após sua chegada ao Brasil. Ele esteve em quarentena nos Estados Unidos depois de ter sido diagnosticado com Covid-19 no país, onde participou da caravana do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para a Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Continua após a publicidade

“Nós sempre fazemos análise do que fazemos da maneira correta, do que podemos melhorar. É sempre um caminhar, sempre um avançar”, respondeu ao ser questionado se estaria arrependido do gesto.

Veja Também