Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Especialistas explicam que ‘Flurona’ é infecção conjunta de Covid e Influenza

Organizações de Saúde e cientistas destacam que a vacinação contra os vírus e o uso de máscara permanecem sendo as melhores maneiras de prevenção contra as doenças

Postado em: 04-01-2022 às 09h07
Por: Alexandre Paes
Imagem Ilustrando a Notícia: Especialistas explicam que ‘Flurona’ é infecção conjunta de Covid e Influenza
Organizações de Saúde e cientistas destacam que a vacinação contra os vírus e o uso de máscara permanecem sendo as melhores maneiras de prevenção contra as doenças. | Foto: Reprodução

Por conta do aumento de casos da Covid-19 e da gripe no mundo, impulsionado por novas variantes das doenças, países como o Brasil têm registrado pacientes infectados com ambos os vírus ao mesmo tempo, o que tem sido chamado de ‘Flurona’ (junção das palavras flu (gripe, em inglês) e corona). As duas doenças afetam o sistema respiratório.

De acordo com pesquisadores, a coinfecção das duas doenças é incomum mas já registrada anteriormente em pacientes. Apesar de não desejável, ela não necessariamente gera casos mais graves do que o normal. “Esses casos de pacientes com dupla infecção viral não são novidades. Há pouco tempo pacientes tinham variante Delta e P1”, explicou a infectologista Ana Helena Germoglio.

A infectologista explicou que os efeitos das duas doenças são semelhantes, com casos assintomáticos à insuficiência respiratória. “As pessoas devem fazer a testagem ao sentir febre, dor no corpo e coriza. O tratamento deve ser feito após os testes. Não é possível fazer o diagnóstico baseado apenas nos sintomas relatados”, alerta Germoglio.

Continua após a publicidade

Organizações de Saúde e cientistas destacam que a vacinação contra os vírus e o uso de máscara permanecem sendo as melhores maneiras de prevenção contra as doenças.

Os estados do Rio de Janeiro e Ceará detectaram casos de dupla infecção da Covid-19 e da gripe. No Rio, um adolescente de 16 anos fez dois exames em laboratórios diferentes. Já no Ceará, foram três casos, sendo dois bebês de um ano, e um homem de 52 anos.

Veja Também