Segunda-feira, 15 de abril de 2024

Ministério da Saúde amplia vacinação contra dengue para mais 29 municípios

Com nova remessa, Governo Federal completará a lista de 521 cidades priorizadas para receber o imunizante

Postado em: 25-02-2024 às 15h55
Por: Vitória Bronzati
Imagem Ilustrando a Notícia: Ministério da Saúde amplia vacinação contra dengue para mais 29 municípios
O Ministério da Saúde anunciou o envio de doses da vacina contra dengue para mais 29 municípios brasileiros nos próximos dias | Foto: Takeda/Divulgação

O Ministério da Saúde anunciou o envio de doses da vacina contra dengue para mais 29 municípios brasileiros nos próximos dias. Com essa nova remessa, o Governo Federal completará a lista de 521 cidades priorizadas para receber o imunizante até a primeira quinzena de março. Até o momento, 492 cidades já foram contempladas.

A campanha de vacinação contra a dengue, iniciada neste mês, é direcionada a crianças de 10 e 11 anos. A expectativa do Ministério da Saúde é ampliar a faixa etária para adolescentes de 12 a 14 anos até o final de 2024, alcançando um total de 1,4 milhão de jovens nos 521 municípios selecionados.

A escolha das cidades se deu pela alta incidência do sorotipo 2 do vírus da dengue, responsável por casos mais graves da doença. A restrição inicial se deve às dificuldades na produção e fornecimento da vacina, desenvolvida pelo laboratório Takeda. A partir da entrega de novos lotes, a vacinação será gradualmente expandida pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Continua após a publicidade

Compra de doses e aprovação pela Anvisa

O Ministério da Saúde informou a compra de 5,2 milhões de doses da vacina para este ano, com previsão de aquisição de mais 9 milhões em 2025. A Qdenga, nome comercial do imunizante, teve seu registro aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em março de 2023. Em dezembro do mesmo ano, o governo federal incorporou a vacina ao calendário nacional de vacinação do SUS.

Emergência

A situação crítica da dengue no país levou seis estados a declararem estado de emergência: Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Acre, Goiás e Distrito Federal. A medida visa agilizar ações de combate à doença, como a intensificação de campanhas de conscientização, mutirões de limpeza e medidas de controle do mosquito Aedes aegypti.

Com informações da Agência Brasil

Veja Também