Após mais de 200 cirurgias, mulher que teve 65% do corpo queimado comemora recuperação; veja

Atualmente Dana é palestrante motivacional, escritora e apresentadora, ajudando outras mulheres a superarem traumas parecidos.

Postado em: 02-03-2022 às 09h51
Por: Ícaro Gonçalves
Atualmente Dana é palestrante motivacional, escritora e apresentadora, ajudando outras mulheres a superarem traumas parecidos | Imagens: Reprodução/ Arquivo pessoal

Em 2012, a australiana Dana Vulin passou pelos momentos mais difíceis de sua vida. Ela teve 65% do corpo queimado por uma mulher que a confundiu com a amante de seu ex-marido. Após a violência, Dana quase morreu e precisou morar por alguns anos em um hospital. Ela passou por mais de 200 cirurgias reparadoras, e hoje, com 36 anos, Dana comemora sua nova vida.

Em vídeos publicados em seu perfil no Instagram, a australiana mostra seu corpo logo após as queimaduras. Partes de seu abdômen e braços ficaram em carne viva, causando dúvidas se ela sobreviveria. Mas anos após anos, ela deu a volta por cima. Atualmente Dana é palestrante motivacional, escritora e apresentadora, ajudando outras mulheres a superarem traumas parecidos.

Veja:

Continua após a publicidade

“Pode não ser para todo mundo, mas estou muito orgulhosa de ter dado tão duro para conquistar meu corpo. Tenho orgulho de minhas cicatrizes e aprendi a amá-las”, disse Dana no Instagram.

Em 2015, Natalie Dimitrovska, a responsável pelo crime, foi condenada a 17 anos de prisão. Seu ex-marido, que nem ao menos conhecia Dana, foi preso alguns anos depois por agressão e tráfico de drogas.

Veja Também