Bolsonaro tentou interferir no jogo entre Brasil e Argentina, diz Clarín

Postado em: 06-09-2021 às 08h21
Por: Marcelo Mariano
A ligação do presidente, segundo o jornal argentino, ocorreu tarde demais | Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), “atônito diante do que via”, ligou para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para tentar garantir que o jogo entre Brasil e Argentina, suspenso pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), pudesse continuar, de acordo com o jornal argentino Clarín.

“No entanto, sua ligação ocorreu quando os jogadores argentinos já estavam no vestiário, com a partida suspensa, e a comunicação não obteve êxito”, escreve o Clarín, citando fontes diplomáticas.

Brasil e Argentina jogavam pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar de 2022. O jogo marcava pouco mais de cinco minutos quando agentes da Anvisa e da Polícia Federal (PF) entraram em campo devido a irregularidades de quatro jogadores argentinos que teriam mentido na chegada ao país.

Uma portaria ministerial determina que estrangeiros com passagem pelo Reino Unido nos últimos 14 dias devem realizar quarentena quando desembarcarem no Brasil, e os jogadores argentinos em questão atuam em clubes britânicos.

Apesar de haver um acordo entre a Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol) e governos de países do continentes para flexibilizar a trânsito de jogadores, os quatro argentinos, segundo a Anvisa, estavam irregulares no Brasil e, portanto, deveriam ser deportados. Ainda não há previsão sobre o reinício da partida.

Compartilhe: