“Não recua mais, é candidato ao governo”, diz Sebba sobre Marconi

O Deputado diz que o ex-governador terá o apoio de Mendanha no 2º turno. “Quem não estiver no segundo turno vai apoiar o outro. Mas tenho convicção que Marconi estará”

Postado em: 30-05-2022 às 08h45
Por: Francisco Costa
O Deputado diz que o ex-governador terá o apoio de Mendanha no 2º turno. “Quem não estiver no segundo turno vai apoiar o outro. Mas tenho convicção que Marconi estará” | Foto: Reprodução

O deputado estadual Gustavo Sebba (PSDB) tem certeza que o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) será candidato ao governo. “Não recua mais, é candidato ao governo”, declarou o parlamentar que disputará a reeleição. 

Vale lembrar, Marconi teve uma reunião na sede do partido, em Goiânia, na última quinta-feira (26) com os pré-candidatos à Assembleia Legislativa de Goiás (Alego). No momento, segundo Sebba, o ex-governador disse que definiria mais à frente, se entraria na corrida pelo Palácio das Esmeraldas ou pelo Senado. 

“Não bateu o martelo. Mas nós temos a certeza que ele será candidato ao governo”, se refere não só a si próprio, mas aos correligionários. “É o nome mais preparado.”

Continua após a publicidade

Pesquisa eleitoral

Vale citar, pesquisa do Instituto Real Time Big Data, da última quinta, mostrou o governador Ronaldo Caiado (União Brasil) com 33%; Perillo, 18%; Gustavo Mendanha (Patriota), 16%; Major Vitor Hugo (PL), Vanderlan Cardoso (PSD) e Wolmir Amado (PT) com 8%; José Eliton (PSB), que desistiu de sua pré-candidatura, com 1%; e Cíntia Dias (PSOL), Edigar Diniz (Novo) e Helga Martins (PCB), 0%. Nulo ou branco foram 4%.

Gustavo Sebba vê como um ótimo indicativa a posição de Marconi no levantamento, visto que ele não colocou o nome como pré-candidato ao governo e não fez campanha. “Ele estará no segundo turno”, garante. Ainda segundo o deputado estadual, o ex-prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha, irá apoiar Perillo quando chegar o momento. 

“Quem não estiver no segundo turno vai apoiar o outro. Mas tenho convicção que Marconi estará no segundo turno”, reforça.

Marconi e o PT

Gustavo Sebba disse que o ex-governador não falou sobre a possibilidade de composição com o PT. Vale lembrar, o também ex-governador José Eliton (PSB) retirou a pré-candidatura ao governo na semana passada, segundo apurado, por causa de uma indefinição na federação (PT, PV e PCdoB) que, por parte do petismo nacional, buscaria uma aliança com Marconi em Goiás.

Eliton, à época, declarou que não foi possível chegar a um consenso. Além disso, pesou o adiamento da convenção estadual do PT de 28 de maio para 11 de junho. O PSB esperava uma decisão já no último sábado. 

Apesar de Sebba não comentar o assunto, o Jornal O Hoje conversou com alguns tucanos sobre o tema. A informação é que a maioria das lideranças vê que a possibilidade pode soar como fisiologismo e, por isso, são contrários. Ainda assim, eles entendem que o PT é um partido com votos e uma composição poderia trazer não só “ônus”, mas também “bônus” ao ex-governador Marconi Perillo.

Pesquisa Real Time Big Data

A pesquisa Real Time Big Data, divulgada pela Record na noite de quinta, mostra o governador Ronaldo Caiado com 33% das intenções de votos para o governo de Goiás. Ele é seguido pelo ex-governador Marconi Perillo, 18%; e pelo ex-prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, 16%.

Completam a lista: Major Vitor Hugo, Vanderlan Cardoso e Wolmir Amado (PT), os três com 8%; e o ex-governador José Eliton (PSB), 1%. Vale lembrar, Eliton retirou a pré-candidatura na quinta-feira por falta de consenso com a federação composta por PT, PV e PCdoB.

A pesquisa ouviu 1,5 mil pessoas de 24 a 25 de maio – ou seja, antes da posição de Eliton. Ela tem número de registro 02079/2022 no Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO). A margem de erro é de 3 pontos percentuais e o intervalo de confiança, segundo o instituto, 95%.

Estimulada para governo

  • Ronaldo Caiado (União Brasil) – 33%
  • Marconi Perillo (PSDB) – 18%
  • Gustavo Mendanha (Patriota) – 16%
  • Vanderlan Cardoso (PSD) – 8%
  • Wolmir Amado (PT) – 8%
  • Major Vitor Hugo (PL) – 8%
  • José Eliton (PSB) – 1%
  • Helga Martins (PCB) – Não pontuou
  • Cíntia Dias (Psol) – Não pontuou
  • Edigar Diniz (Novo) – Não pontuou
  • Nulo/Branco – 4%
  • Não sabem/Não responderam – 4%

Senado

O levantamento também mostrou a preferência dos eleitores pelos nomes que estariam na corrida pelo Senado. Neste segmento, o ex-governador Marconi leva ampla vantagem, com 27%.

Em segundo lugar, aparece o deputado federal João Campos (Republicanos). Além dele, estão o ex-ministro Alexandre Baldy (PP), 8%; o deputado federal delegado Waldir (União Brasil), 7%; e o ex-senador Wilder Morais (PL), 5%. O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, Lissauer Vieira (PSD), aparece com 3% e Leonardo Rizzo (Novo), 1%.

Estimulada para Senado

  • Marconi Perillo (PSDB) – 27%
  • João Campos (Republicanos) – 9%
  • Alexandre Baldy (PP) – 8%
  • Delegado Waldir (União Brasil) – 7%
  • Wilder Morais (PL) – 5%
  • Lissauer Vieira (PSD) – 3%
  • Leonardo Rizzo (Novo) – 1%
  • Nulo/Branco – 18%
  • Não sabem/Não responderam – 22%

Veja Também