Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Lula indica Flávio Dino ao STF; nome segue ao Senado

Dino foi convocado para uma reunião com Lula no Palácio da Alvorada fora da agenda oficial do presidente.

Postado em: 27-11-2023 às 14h26
Por: Luan Monteiro
Imagem Ilustrando a Notícia: Lula indica Flávio Dino ao STF; nome segue ao Senado
Dino foi convocado para uma reunião com Lula no Palácio da Alvorada fora da agenda oficial do presidente. | Foto: Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) indicou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, para a vaga deixada pela ministra Rosa Weber no Supremo Tribunal Federal (STF). Agora, o ministro deve passar por sabatina no Senado.

Dino foi convocado para uma reunião com Lula no Palácio da Alvorada fora da agenda oficial do presidente.

Desde a aposentadoria de Weber, em setembro deste ano, Lula vem sendo pressionado para indicar uma mulher para a vaga. No entanto, os três mais cotados ao cargo eram homens.

Continua após a publicidade

O presidente também chegou a confirmar que a questão de gênero não influenciaria em sua decisão na escolha de um novo nome para o Supremo. Ele afirmou que indicaria alguém que “atenda aos interesses e às expectativas do Brasil”. E essa escolha independe de gênero.

Além de Dino, foram citados como possibilidades para a vaga de ministro no STF o advogado-geral da União, Jorge Messias, e o presidente do Tribunal de Contas da União, Jorge Messias.

Formado em direito pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), com mestrado na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Flávio Dino foi juiz federal por 12 anos, período no qual ocupou postos como a presidência da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e a secretaria-geral do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Ele deixou a magistratura para seguir carreira política, elegendo-se deputado federal pelo Maranhão em 2006. Presidiu a Embratur entre 2011 e 2014, ano em que se elegeu governador do Maranhão. Em 2018, foi reeleito para o cargo. Nas últimas eleições, em 2022, elegeu-se senador e, logo após tomar posse, foi nomeado ministro da Justiça e Segurança Pública. Agora, aos 55 anos, é o indicado de Lula para o STF.

Veja Também