Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

João Campos, o ‘coringa’ do Podemos para as eleições de 2024

Presidente do Podemos avalia papel do ex-deputado no pleito que se aproxima. “Pode ser qualquer coisa que o grupo definir. Ele está vindo para ser um soldado do partido”, afirma Eurípedes do Carmo

Postado em: 28-11-2023 às 08h30
Por: Francisco Costa
Imagem Ilustrando a Notícia: João Campos, o ‘coringa’ do Podemos para as eleições de 2024
Campos pode atuar tanto em Goiânia quanto Aparecida. Nome não é cotado tanto como candidatura própria quanto vice-prefeito ou vice em Goiânia ou Aparecida Foto: Reprodução

O ex-deputado federal João Campos se filiou ao Podemos na última sexta-feira (24), no auditório do Castelo Inn Hotel, em Goiânia. A filiação, claro, atiça a curiosidade do futuro político do ex-congressista que presidiu por anos o Republicanos e que chegou a disputar o Senado, em 2022, na chapa do ex-prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (PRD, rumo ao MDB).

Segundo o presidente estadual do Podemos, Eurípedes do Carmo, “o João Campos pode ser qualquer coisa que o grupo definir. Ele está vindo para ser um soldado do partido”. Ainda de acordo com o ele, o ex-deputado “pode ser candidato a prefeito ou a vice, em Goiânia ou Aparecida. Ou pode ser candidato a deputado federal ou senador, em 2026”, amplia o leque.

Eurípedes argumenta que tudo é discussão e no momento certo o grupo de partido irá sentar e definir. O presidente, entretanto, afirma que o Podemos quer ter candidato a prefeito ou a vice nas principais cidades do Estado. “Estamos trabalhando para isso. O partido só cresce se disputar eleição”, avalia.

Continua após a publicidade

Questionado sobre as conversas em Aparecida, onde a aposta pela participação de João Campos é maior, ele não é certeiro e diz conversar com todos – do MDB do prefeito Vilmar Mariano ao PL do principal possível adversário, o deputado federal Professor Alcides. “Não temos restrição a ninguém.”

Neste momento, ele aproveita para apontar outro nome na cidade, o do deputado federal Glaustin da Fokus. “Caso ele opte por disputar, também terá o apoio do partido. Somos um grupo coeso e vamos definir na hora certa”, reforça. 

Em relação a Goiânia, ele afirma que conversa com todas as siglas que o procuram. Sobre o prefeito Rogério Cruz (Republicanos), ele diz que pelo partido ainda não houve diálogo. “E no interior também conversamos com todos”, continua. 

Filiação

João Campos, que deixou o Republicanos no fim de outubro, optou pelo Podemos, oficialmente, na última semana. A filiação do ex-deputado teve a presença do vice-governador Daniel Vilela (MDB), do prefeito Vilmar Mariano, além de outras autoridades, inclusive a presidente nacional do Podemos, deputada federal Renata Abreu.

“Desse time, não duvido, sairão líderes que ajudarão a escrever as mais belas páginas da história do nosso país”, afirmou a presidente, que também elogiou a atuação de Campos pela Câmara, inclusive como líder da Frente Parlamentar Evangélica. Daniel Vilela, por sua vez, lamentou que o político não se filiou ao MDB. “Foram várias tentativas, mas a gente entende. O Podemos é um partido que faz parte da base do governo e um dos mais fortes do Estado.”

João Campos também aproveitou para discursar na “festa” de filiação. “Sempre irei defender a família tradicional, a vida desde a concepção, o estado laico, a liberdade econômica, o estado necessário e a segurança pública”, relembrou seus valores.

Vale citar, também participaram do evento o ex-senador Luiz do Carmo; o deputado federal Glaustin da Fokus; o deputado estadual Henrique César; os vereadores por Goiânia Leia Klebia e Welton Lemos; o presidente da Igreja Assembleia de Deus Ministério Madureira Campo Campinas, bispo Oídes José do Carmo; o ex-prefeito Gustavo Mendanha; além de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças de todo Estado.

Veja Também