Terça-feira, 20 de fevereiro de 2024

Vereadora Kátia participa da COP 28, em Dubai, e destaca pontos positivos da conferência

Vereadora goiana acompanha o presidente Lula em Dubai e ressalta a importância da inserção do Cerrado no debate ambiental mundial

Postado em: 04-12-2023 às 19h46
Por: Vitória Bronzati
Imagem Ilustrando a Notícia: Vereadora Kátia participa da COP 28, em Dubai, e destaca pontos positivos da conferência
A vereadora participa ainda esta semana de outras discussões que estarão em evidência na COP 28 | Foto: Divulgação

A vereadora Kátia (PT) está em Dubai, onde representa a Câmara Municipal de Goiânia na 28ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, a COP 28. Kátia chegou nos Emirados Árabes para a abertura da conferência, na semana passada, e, além de participar das discussões da conferência, também acompanhou o presidente Lula e seus ministros nas agendas oficiais da comitiva brasileira em Dubai.

Segundo Kátia, algo que já está bastante claro nessa 28ª Conferência do Clima é que “o planeta está farto de metas ambientais não cumpridas. Não dá mais para reunir e estabelecer metas que depois não são cumpridas”. A parlamentar goiana ressalta ainda que “o Acordo de Paris, infelizmente, fracassou. Já estamos chegando em 2030 e as metas estabelecidas naquele encontro não serão alcançadas”.

No entanto, a parlamentar consegue enxergar avanços também. Para ela, um dos grandes pontos positivos até agora foi a efetivação do Fundo de Perdas e Danos para recuperar os estragos causados pela crise climática.

Continua após a publicidade

“Esse foi um grande avanço nas discussões aqui em Dubai. Apenas 20 países são responsáveis por 80% da emissão de gases poluentes no fundo. E este é um fundo que será mantido pelos países desenvolvidos para que eles possam ajudar e financiar os países em desenvolvimento a se adaptarem para minimizarmos essas crises climáticas que estamos vivenciando”, explica Kátia.

A vereadora também destaca outros dois pontos importantes nas discussões que acontecem na COP 28: a inserção do Cerrado no debate ambiental mundial e a relação do meio ambiente com a Saúde.

“Até então, quando se tratava de Brasil, só se falava na Amazônia”, lembra Kátia. “Esse seca que a Amazônia enfrentou recentemente, com rios secando, tem uma relação estreita com o Cerrado e essa questão foi colocada aqui com muita autoridade pelo presidente Lula”.

Kátia também participou, a convite da ministra da Saúde Nísia Trindade Lima, de uma discussão sobre as relações ambientais com as recentes doenças respiratórias e pandemias que o mundo enfrentou recentemente.

“Essa é uma importante discussão e temos de entender que as crises climáticas precisam ser inseridas nas medidas sanitárias porque as doenças respiratórias, infecciosas e outras tem relação direta com essas questões climáticas”.

A vereadora participa ainda esta semana de outras discussões que estarão em evidência na COP 28. Entre elas, o processo de transição energética, com o estímulo ao uso de energias limpas e renováveis e a redução do uso de combustíveis fósseis.

“Esse foi um acordo muito importante já firmado aqui. Cento e dezoito países, incluindo o Brasil, assinaram um compromisso de triplicar a produção de energia limpa até 2030. A ideia é acelerar o uso da energia limpa para ir tirando o pé do acelerador dos combustíveis fósseis”, conclui Kátia.

Veja Também