Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

Alego aprova em definitivo aumento do ICMS em Goiás

Base garantiu vitória ao texto do Governo que amplia peso do imposto

Postado em: 07-12-2023 às 07h30
Por: Redação
Imagem Ilustrando a Notícia: Alego aprova em definitivo aumento do ICMS em Goiás
Durante a votação da matéria, o parlamentar afirmou que a Casa recebeu, na audiência, 19 entidades representativas, que também se manifestaram contra o projeto | Foto: Hellen Reis/Alego

Luan Alves

Durante o encontro parlamentar da última quarta-feira, 6, os deputados estaduais aprovaram de maneira definitiva o projeto de lei, de autoria do Governo de Goiás, que eleva a alíquota do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) estadual de 17% para 19%. 

Foram registrados os votos contrários de Fred Rodrigues (DC), Mauro Rubem (PT), Bia de Lima (PT), Antônio Gomide (PT), Clécio Alves (Republicanos), Major Araújo (PL), Paulo Cezar Martins (PL), Gustavo Sebba (PSDB), José Machado (PSDB) e Delegado Eduardo Prado (PL). 

Continua após a publicidade

Um dos mais enérgicos contra a proposta foi o deputado Clécio Alves (Republicanos) que, inclusive, encabeçou uma audiência pública com entidades e representantes comerciais de todo o estado para debater o assunto. 

Durante a votação da matéria, o parlamentar afirmou que a Casa recebeu, na audiência, 19 entidades representativas, que também se manifestaram contra o projeto. “Não teve sequer um representante que dissesse que isso seria bom”, enfatizou, com a ressalva de que “o povo não concorda” com a proposta em questão.

“O desemprego só aumenta. Eu vivo nas periferias conversando com o povo. O que tem de gente que não tem o que comer em casa, não tem um passe de ônibus para ir buscar emprego. Vocês acham que o povo aguenta um negócio desses?”, questionou Clécio Alves.

Veja Também