Segunda-feira, 15 de abril de 2024

Relator vota para que suspeito de mandar matar Marielle siga preso

A Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Câmara analisa o caso nesta terça-feira (26/3)

Postado em: 26-03-2024 às 14h17
Por: Luan Monteiro
Imagem Ilustrando a Notícia: Relator vota para que suspeito de mandar matar Marielle siga preso
A Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Câmara analisa o caso nesta terça-feira (26/3). | Foto: Câmara

O deputado federal Darci de Matos (PSD-SC), relator do processo sobre a prisão de Chiquinho Brazão (União-RJ), votou a favor da prisão do deputado suspeito de ser mandante do assasinato da vereadora Marielle Franco. Brazão foi preso pela Polícia Federal (PF).

A Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Câmara analisa o caso nesta terça-feira (26/3). Após a votação, o afastamento do deputado também precisará ser votado em plenário.

“É possível aferir a movimentação de DOMINGOS, CHIQUINHO e RIVALDO no sentido de criar obstáculos à regular tramitação da elucidação dos fatos que circundam o homicídio de Marielle e de Anderson, de modo a sinalizar, de forma cristalina, a perenidade de suas condutas”, argumenta Matos.

Continua após a publicidade

Por ser parlamentar, Chiquinho Brazão tem o mandato inviolável civil e penalmente — exceto nos casos de prisão em flagrante por crime inafiançável. Por isso, caberá à Câmara dos Deputados analisar a decisão da Suprema Corte.

Veja Também