Segunda-feira, 15 de abril de 2024

Julgamento que pode cassar Moro recomeça nesta quarta

Análise começou na segunda (1º) com sustentações e o voto do relator, juiz Luciano Carrasco Falavinha

Postado em: 03-04-2024 às 08h07
Por: Francisco Costa
Imagem Ilustrando a Notícia: Julgamento que pode cassar Moro recomeça nesta quarta
Análise começou na segunda (1º) com sustentações e o voto do relator, juiz Luciano Carrasco Falavinha (Foto: Roque de Sá/Agência Senado)

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) retoma o julgamento que pode cassar o senador Sergio Moro (União Brasil-PR), nesta quarta-feira (3). A análise começou na segunda (1º) com sustentações e o voto do relator, juiz Luciano Carrasco Falavinha, que foi contrário a retirada do ex-juiz da Lava Jato do cargo.

As duas ações, do PT e PL, pedem e a cassação e a inelegibilidade de Moro por 8 anos e de seu suplente, Luiz Felipe Cunha, por abuso de poder econômico, caixa 2, uso indevido dos meios de comunicação e irregularidade em contratos.

Segundo as legendas, o abuso se daria, pois o senador iniciou uma pré-campanha à presidência antes de anunciar a pré-candidatura ao Senado. Para o relator, não há provas suficientes que justifiquem a perda de mandato.

Continua após a publicidade

Mais seis magistrados vão votar: José Rodrigo Sede, Cláudia Cristina Cristofani, Julio Jacob Junior, Anderson Ricardo Fogaça, Frederico Hernandes Denz e Sigurd Roberto Bengtsson, que é presidente da Corte. Caso seja cassado no julgamento, Moro pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A expectativa é que a análise no TRE-PR seja concluída em 8 ou 9 de abril. Analistas preveem um placar apertado, mas desfavorável para o ex-juiz e ex-ministro da Justiça de Bolsonaro (PL).

Veja Também