Segunda-feira, 15 de abril de 2024

PT vai buscar quarto mandato consecutivo na cidade de Goiás

Partido mostra força no município, mas atual prefeito pode enfrentar união de adversários

Postado em: 03-04-2024 às 07h30
Por: Francisco Costa
Imagem Ilustrando a Notícia: PT vai buscar quarto mandato consecutivo na cidade de Goiás
Atualmente, o município é gerido pelo prefeito Aderson Liberato Gouvea (PT) | Foto: Reprodução

Goiás é tido como Estado conservador, com pouco espaço para as esquerdas. Não por acaso, o ex-presidente Bolsonaro (PL) chegou a 58,71% dos votos válidos na unidade da federação, em 2022. Contudo, na antiga capital goiana, a cidade de Goiás, o Partido dos Trabalhadores reina e pode chegar ao quarto mandato consecutivo.

Atualmente, o município é gerido pelo prefeito Aderson Liberato Gouvea (PT). Ele foi eleito ao receber 29,96% dos votos válidos, um total de 4.176 votos, em 2020. À época, deixou para trás Cesinha (então PSC), 3.920 (28,13%); Elber (Avante), 3.095 (22,21%); Dr. Abner (MDB), 2.563 (18,39%); Joaquim Pacheco (então PSC), 96 (0,69%); e Joaquim Craveiro Curado (PSD), 87 votos (0,62). Como o município possui menos de 200 mil eleitores, não há segundo turno.

O petista, vale citar, sucedeu a Professora Selma Bastos (PT), que teve a primeira eleição em 2012, quando recebeu mais de 53% dos votos válidos. Naquele ano, ela superou Gustavo Izac (PSDB), 35,14%, e Zé Carlos (MDB), 11,6%.

Continua após a publicidade

Em 2016, Selma garantiu o retorno em eleição bem mais pulverizada. Ela foi reeleita com 42,59%. Naquele ano, enfrentou: Abner Curado (MDB), 30,2%; Cesinha (então PRB), 10,16%; Zilda Lobo (PP), 8,64%; Edil Araújo (PSB), 8,07%; e Craveiro (então PSL), 0,33%. Quatro anos depois, garantiu o sucessor.

Aderson, neste ano, tenta garantir o quarto mandato consecutivo do PT no município. Contudo, pode haver uma articulação dos adversários para frustrar os planos do petista. Cesinha e Elber (segundo e terceiro colocados em 2020) podem se unir em busca da vitória, conforme uma fonte palaciana, que alegou, ainda no ano passado.

Por outro lado, Aderson deve buscar a reeleição se juntando a médica Thalyta Curado, possível candidata pelo MDB. Ela é sobrinha do ex-prefeito e atual presidente do MDB de Goiás Velho, Abner Curado. Como citado anteriormente, o médico ficou na quarta colocação nas últimas disputas, com 2.563.

Outro cotado ao cargo de chefe do Executivo do município é o vereador Fabrício Godinho Martins (DEM). Ele foi o parlamentar mais bem votado nas últimas eleições, com 620 votos (4,39%). O empresário e agropecuarista apoiou a candidatura de Elber Silva nas últimas eleições, mas deve se tornar mais um adversário.

População

A Cidade de Goiás possui uma população estimada em 22.122 habitantes, de acordo com os dados de 2021 do IBGE. O município é uma das quinze cidades que integram a Região Imediata de Goiás-Itapuranga, que, por sua vez, é uma das seis regiões que formam a chamada Região Intermediária de Goiânia.

PT no Estado

Além da antiga capital, o Partido dos Trabalhadores também acredita na vitória em, pelo menos, outros dois municípios. Tratam-se de cidades importantes no Estado: a capital Goiânia e Anápolis.

A aposta do PT na capital é a deputada federal Delegada Adriana Accorsi. Ela disputou os dois últimos pleitos, terminando em quinto e terceiro lugar. Em 2024, na gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a congressista é vista como um dos principais nomes da disputa, com boas pontuações nas pesquisas de intenção de votos.

Em Anápolis, o deputado estadual e ex-prefeito do município, Antônio Gomide, mostra favoritismo. Ele perdeu o último páreo contra o atual gestor, Roberto Naves (Republicanos), mas aliados avaliam que o cenário deste ano é o mais propício ao petista, que deixou o paço bem avaliado após dois mandatos.

Veja Também