Suspeitos de roubarem agrotóxicos são presos em Goiás e têm R$ 4 milhões bloqueados

As polícias civil e militar de Goiás, em trabalho conjunto, prenderam quatro suspeitos de integrarem uma quadrilha especializada em roubo de cargas

Postado em: 07-06-2021 às 10h41
Por: Nielton Soares
Polícias civil e militar goianas conseguiram impedir o roubo de cargas que passariam pelo estado | Foto: PCGO

As polícias civil e militar de Goiás, em trabalho conjunto, prenderam quatro suspeitos de integrarem uma quadrilha especializada em roubo de cargas de defensivos agrícolas (agrotóxicos) nas rodovias goianas.

A Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar), o Comando Operações de Divisas (COD) e Batalhão Rural, no último dia 02, deflagraram a Operação Venom, após denúncias de empresas.

De acordo com a informação, um grupo criminoso armado tentaria roubar três carregamentos de defensivos agrícolas que viriam de Uberaba (MG), passando pelas rodovias que cortam Goiás, para serem entregues na cidade de Luiz Eduardo Magalhães (BA).

Continua após a publicidade

Assim, a Decar e o COD passaram a monitorar parte dos trechos das rodovias que poderiam servir de atuação da suposta organização criminosa. Na madrugada do último sábado (05/06), próximo ao Posto de Combustíveis JK, localizado em Cristalina, um caminhão suspeito encostou ao lado dos caminhões de uma empresa, tendo um dos ocupantes rendido um dos motoristas, que tinha ido ao banheiro.

Em alertas, os policiais civis e militares perceberam a movimentação e conseguiram prender dois autores, libertando a vítima.

R$ 4 mi

Os outros dois foram localizados e presos pelo Batalhão Rural. As cargas foram recuperadas. Os caminhões e as carretas utilizados para o crime foram apreendidas. De acordo com a polícia, do grupo foram bloqueados bens que ultrapassam o montante de R$ 4 milhões.

Veja Também