Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Polícia Civil recupera carga de 25 toneladas de arroz proveniente de furto e estelionato

Foi recuperada uma carga de aproximadamente 25 toneladas de arroz ensacado, avaliada em cerca de R$ 110 mil, em virtude da deflagração

Postado em: 06-08-2021 às 09h04
Por: Pedro Jordan
Imagem Ilustrando a Notícia: Polícia Civil recupera carga de 25 toneladas de arroz proveniente de furto e estelionato
Produtos estavam ensacados e valiam cerca de 110 mil reais de acordo com a PC. Foto: Divulgação

Foi recuperada uma carga de aproximadamente 25 toneladas de arroz ensacado, avaliada em cerca de R$ 110 mil, em virtude da deflagração da Operação Rice Up nesta quinta, (05/08). A Polícia Civil do Estado de Goiás, por intermédio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas – DECAR, em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal e a Secretaria de Economia de Goiás, através do compartilhamento de informações, realizaram a operação

De acordo com as investigações, o caminhão carregado com a citada carga saiu da empacotadora localizada na cidade de Pelotas/RS com destino a uma empresa situada na cidade de Brasília/DF.

Entretanto, ainda no trajeto, o motorista, segundo a PC, integrante de uma organização criminosa especializada em furtos e estelionatos de cargas, subtraiu aproximadamente 20 toneladas da mercadoria, seguindo apenas com as cinco toneladas restantes, fazendo o mesmo trajeto que normalmente seguiria até o local da entrega, para não levantar suspeitas e posteriormente registrar Boletim de Ocorrência afirmando que havia sido roubado.

Continua após a publicidade

Ainda de acordo com informações da Polícia Civil, em virtude do cruzamento rápido e eficiente de informações entre as instituições de Segurança Pública que atuam no estado de Goiás, representadas pela DECAR/GO e pela PRF, além de auditores fiscais da Secretaria da Economia de Goiás; foi possível identificar um outro caminhão utilizado pela organização, para o transbordo da carga, que era conduzido.

No momento da abordagem, o segundo motorista apresentou nota fiscal que continha indícios de falsificação, tendo então sido constatado que tratava-se de documento fiscal inidôneo.

A partir disso, de acordo com informações da PC, foram adotadas as providências legais pertinentes, tendo as cargas e os referidos conjuntos veiculares sido apreendidos.

Os suspeitos foram detidos e encaminhados para a Delegacia Especializada, e ambos indiciados pelos crimes de furto qualificado, receptação qualificada e ainda uso de documento falso.

Ressalta-se que outros suspeitos de serem integrantes da referida organização criminosa investigada já foram identificados e terão suas respectivas prisões preventivas pleiteadas pela Polícia Civil junto ao Poder Judiciário.

Veja Também