Sem Bolsonaro e Caiado, apenas 5 governadores e Pacheco se reúnem em Fórum

Postado em: 02-09-2021 às 13h01
Por: Nielton Soares
Presidente do STF, Luiz Fux, também foi convidado, mas não compareceu. Essa é a segunda reunião para tratar de hostilidades entre os Poderes | Foto: Senado Federal

Apenas cinco chefes de executivos estaduais participaram do Fórum de Governadores, que contou somente com a presença do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Estiveram no encontro os governadores Romeu Zema (Novo), Ibaneis Rocha (DF), Renato Casagrande (ES), Reinaldo Azambuja (MS) e Helder Barbalho (PA).

O governando Ronaldo Caiado (DEM) chegou a confirma na agenda desta quinta-feira (02/09) a presença no evento, porém também não compareceu. A reunião esvaziada foi na residência oficial do Senado. Previamente avisado, o encontro foi somente na modalidade presencial.

O encontro é citado como uma iniciativa de apaziguar os ânimos em Brasília, na véspera do feriado de 7 de setembro, quando estão previstos diversos protestos na Esplanada dos Ministérios, a favor e contra o governo Bolsonaro. Além disso, o colégio busca amenizar a crise diplomática entre o presidente e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Ao fim da reunião, Pacheco refirmou a necessária preservação do estado de direito e da democracia. “Não há melhor ambiente do que a democracia, portanto, essa manifestação dos governadores, sem fulanizar, sem especificar, sem agredir, mas preservando sempre esse conceito importante da nação, que é a preservação do estado democrático de direito, é muito bem recebida pelo Congresso Nacional”, disse Pacheco.

Ele prosseguiu: “É fundamental e é pilar da democracia o diálogo. Não é possível se interromper o diálogo com nenhum dos poderes, não é possível se interromper o diálogo com nenhuma das instituições e não é possível não ouvir os governadores dos estados e do Distrito Federal”. Em outro trecho do discurso, Pacheco alfinetou: “Nosso inimigo é o preço do feijão, é o preço da gasolina”.

Segunda reunião

Esse foi o segundo encontro de chefes dos Executivos locais em pouco mais de uma semana. No dia 23 de agosto, lideranças se encontraram no Palácio do Buriti, para também discutir as hostilidades entre Poderes.

Procurada, a assessoria de imprensa do governador Ronaldo Caiado não se manifestou sobre o provável cancelamento da agenda do democrata durante a manhã desta quinta em Brasília. O espaço segue aberto.

Compartilhe: