Mesmo com arrecadação bilionária, Globo deve ter prejuízo com a Copa

A expectativa é que a Globo tenha um rombo por causa dos custos que a emissora terá com a cobertura do Mundial.

Postado em: 09-06-2022 às 11h45
Por: Luan Monteiro
A expectativa é que a Globo tenha um rombo por causa dos custos que a emissora terá com a cobertura do Mundial. | Foto: Reprodução

Mesmo com arrecadação bilionária, a transmissão da Copa do Mundo do Catar deve trazer prejuízos a Globo. Quem admite isso é o diretor de Finanças Jurídico e Infraestrutura do conglomerado de mídia, Manuel Belmar. Ele falou sobre o assunto em uma live para funcionários realizada na última segunda-feira (6/6). Segundo Manuel, o dólar alto é o principal vilão. As informações são do portal Notícias da TV!.

Mesmo com uma boa arrecadação durante o primeiro trimestre do ano, a expectativa é que a Globo tenha um rombo por causa dos custos que a emissora terá com a cobertura do Mundial.

A emissora já vendeu quatro cotas de patrocínio na TV aberta para a Copa: Itaú, Claro, Ambev e Magazine Luiza; para o SporTV foram: Ambev, Claro, Betfair e Nubank. A arrecadação já passou de R$ 1 bilhão, mas somente para a Fifa, a Globo deve pagar US$ 90 milhões, cerca de R$ 440 milhões na cotação atual, pelo contrato do evento.

Continua após a publicidade

A Globo tem os direitos de transmissão exclusivos na TV aberta e paga. A Globo deve transmitir 56 jogos dos 64 disputados ao vivo. Nas duas primeiras semanas do Mundial, a emissora terá quatro jogos por dia, das 7h às 18h. A Copa do Catar deve ser o último trabalho de Galvão Bueno na casa.

Problemas

A Globo ainda precisa pagar o valor da renegociação da dívida de uma parcela não paga para a entidade em 2020, feita após uma briga judicial no auge da pandemia. O valor dessa dívida está em US$ 30 milhões R$ 146 milhões. Ou seja, só de custos com direitos, serão desembolsados R$ 586 milhões.

Outro problema é a logística de transmissão do evento e envio de profissionais. Para se ter uma ideia, uma passagem aérea para o Catar custa, em média, R$ 10 mil. Ao todo, a emissora pretende enviar 80 funcionários que ainda terão custos como alimentação, transporte, hospedagem, entre outros.

Veja Também