WhatsApp: entenda para que serve a nova função que permite uso de celular secundário

A nova versão traz um suporte onde o usuário pode cadastrar outro celular como secundário, sem precisar de uma conexão ativa com a internet

Postado em: 14-08-2022 às 16h03
Por: Ícaro Gonçalves
A nova versão traz um suporte onde o usuário pode cadastrar outro celular como secundário, sem precisar de uma conexão ativa com a internet | Foto: Reprodução

O WhatsApp anunciou recentemente uma nova função que permitirá a sincronização das conversas entre dois dispositivos móveis em tempo real, ou seja, poderão mandar e receber mensagens em dois celulares. Essa nova versão traz um suporte, onde o usuário pode cadastrar outro celular como secundário, sem precisar de uma conexão ativa com a internet, como é o caso do WhatsApp Web.

Segundo Diego Freire, CEO de uma plataforma de atendimento digital, essa novidade terá como principal benefício a simplicidade para empresas e negócios que utilizam o canal para se comunicar com fornecedores, clientes que possuem chatbots.

“Ou seja, os empreendedores poderão ter uma outra conexão daquele mesmo WhatsApp, o que facilita na hora de resolver alguma demanda. Ou seja, se por um dos celulares não for possível, dá para acessar pelo outro”, explica Freire.

Continua após a publicidade

Leia também: WhatsApp vai deixar usuário esconder que está online

E não para por aí, de acordo com Freire, a Meta ainda está com um outro projeto para o canal, no qual o WhatsApp Business contará com uma versão “premium” paga, com mais ferramentas, entre elas, a possibilidade de liberar até 10 dispositivos para cada número, podendo ser usado em computadores, celulares e tablets.

Essa estratégia vem sendo usada por grandes empresas, como o Telegram, Youtube e até mesmo a Netflix. Ela consiste em possibilitar uma versão paga de um aplicativo gratuito, com mais ferramentas, e dar uma versão gratuita ou “mais em conta”, para plataformas pagas, com recursos limitados.

“Com a economia instável e a tecnologia em pleno avanço, a maioria dos grandes negócios presentes nas redes sociais e na internet estão criando possibilidades para diversos públicos, dando ao consumidor o poder de escolha para decidir o que mais te agrada e o que se encaixa com a sua realidade. Democratizando, na medida do possível, as ferramentas mais usadas nos dias de hoje”, finaliza o CEO.

Veja Também