Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Motorista escolar convencia crianças a enviarem fotos da mães nuas em troca de chocolate, no Alagoas

Mãe da criança descobriu sobre suspeito enquanto fazia verificação de rotina no celular da filha

Postado em: 28-11-2023 às 11h10
Por: Rondineli Alves de Brito
Imagem Ilustrando a Notícia: Motorista escolar convencia crianças a enviarem fotos da mães nuas em troca de chocolate, no Alagoas
Mãe da criança descobriu sobre suspeito enquanto fazia verificação de rotina no celular da filha | Foto: Reprodução

Em Ouro Preto, Maceió, o motorista de uma creche está sendo investigado sob suspeita de aliciar uma criança de 7 anos para conseguir fotos nuas da mãe dela. O suspeito se comunicava pelo WhatsApp e oferecia chocolate em troca das fotos.

A mãe da criança, identificada como Laiane Dias, de 26 anos, usou as redes sociais para denunciar o caso. “Ele trabalhou muito para conseguir a confiança dela durante esse tempo. Depois de enviado, ele induziu para que ela apagasse [as imagens] e ainda me elogiou. NOJO”, relatou Laiane Dias, de 26 anos, em uma série de posts que fez no Instagram.

Laiane descobriu sobre o motorista na última quinta-feira (23/11), quando ela fazia uma verificação de rotina no celular da filha. O celular foi a maneira que ela encontrou de manter contato com a filha, já que ela trabalha o dia inteiro e estuda à noite.

Continua após a publicidade

Segundo a mãe da menina, o motorista, que é marido da dona da creche, ganhou a confiança da criança e pediu que ela enviasse as imagens da mãe nua em troca de um presente, um chocolate. Quando ela cobrou explicação do motorista, a dona da creche que é esposa do motorista alegou se tratar de “mal entendido.

Após o motorista ser exposto nas redes sociais, outras mães de outras crianças relataram situações semelhantes. Pessoas nas redes sociais também comentaram que esse não é o primeiro caso e que o homem já fez várias vítimas.

A delegada responsável pelo caso, Taíla Rocha informou que um inquérito foi aberto para apurar o caso e pretende ouvir os parentes de todas as crianças antes de intimar o homem a prestar depoimento. ” Nós só vamos ouvi-lo ao final das investigações, para robustecer ainda mais o inquérito”, disse a delegada.

A Polícia Civil informou que o caso está sendo investigado pela Delegacia Especial dos Crimes Contra Crianças e Adolescentes e que tem 30 dias para concluir o inquérito.

Veja Também