Sábado, 21 de setembro de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Cidades

Em megaoperação, cerca de 200 detentos são transferidos para presídio de Planaltina de Goiás

Postado em: 10-09-2019 às 17h58
Do total de presos conduzidos, 80% saíram do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na região metropolitana da Capital - Foto: Reprodução

Nielton Soares

Detentos de Anápolis, Aparecida de Goiânia e Formosa estão entre os transferidos, nesta terça-feira (10), para o novo presídio de Planaltina, no Entorno do Distrito Federal. A unidade prisional, recém inaugurada pelo ministro de Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, tem 388 vagas. A secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) não quis divulgar o número exato de presos, apenas afirmou, durante coletiva de imprensa da tarde de hoje, que foram quase 200 no total, todos eles de alta periculosidade.  

 “O controle efetivo da violência na rua, principalmente, graves crimes passam necessariamente por um controle rígido do sistema prisional. Hoje, acredito, demos um passo importantíssimo para ter esse controle efetivo e a gente espera para os próximos dias o reflexo disso também nas ruas”, afirmou o secretário estadual de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda. 

O coronel Wellignton de Urzêda Mota, diretor-geral da Administração Penitenciária (DGAP), foi questionado acerca da divulgação dos nomes daqueles que foram transferidos para conhecimento da defesa e da família. “Nós vamos divulgar a lista, mas o que interessa são aos juízes e promotores, bem como os respectivos advogados, e esses sim devem informar os familiares”, enfatizou. 

A ação de alto risco, devido à magnitude da operação em fazer o transporte dos presos por mais de 300 km e ainda tendo que atravessar Brasília, foi considerada pela pasta de “total sucesso”. O secretario assegurou que foram selecionados os detentos com maior grau de periculosidade. 

Trabalho integrado 

As transferências dos detentos iniciaram logo pela manhã de hoje (10) . A ação foi conjunta entre agentes penitenciários, Polícia Civil e Militar, Polícia Técnico científica, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Corpo de Bombeiros. Além da escolta do Batalhão de Operações Especiais (Bope) do Distrito Federal.

 

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar