Cidades

Após decreto da Lei Seca, Marcelo Baiocchi afirma que governo precisará intensificar fiscalização

Postado em: 27-01-2021 às 16h00
Presidente da Fecomércio foi entrevistado pelo O Hoje News nesta quarta-feira (27/01) e afirmou que medida é necessária, pois alguns estabelecimentos não estão respeitando as medidas de prevenção à Covid-19 | Imagem: reprodução

Augusto Pereira

O presidente da Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio), Marcelo Baiocchi, entrevistado pelo O Hoje News, edição da manhã, desta quarta-feira (27/01), afirmou que, com o decreto da Lei Seca, será necessário intensificar a fiscalização para controle da pandemia no Estado. De acordo com ele, medida é necessária, pois alguns estabelecimentos não estão respeitando as medidas de prevenção à Covid-19.

O decreto nº 9.803 foi publicado na última terça-feira (26/01) no momento em que o setor de comércio está se recuperando financeiramente, após o período de fechamento. Marcelo destaca que as medidas não devem ser exclusivas para bares, restaurantes e distribuidores. É necessário um pensamento coletivo, pois “cada cidadão é parte importante para controle da pandemia”, afirmou.

Os prefeitos ainda precisam aderir ao decreto em cada município, pois os números da pandemia podem variar em cada cidade. O Sindicato dos Restaurantes, Bares e Similares de Goiânia (Sindbares) afirma que os empresários estão se sentindo “injustiçados”. Porém o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), ainda não posicionou se a capital seguirá a recomendação do Governo de Goiás.

Confira a entrevista da íntegra em nosso canal no Youtube.

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar