Terça-feira, 10 de dezembro de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Economia

Poupança pode passar a render menos que inflação com queda da Selic

Postado em: 17-11-2019 às 09h48
A queda da taxa básica de juros pode fazer com que os rendimentos da poupança percam para a inflação - Foto: Reprodução.

Nielton Soares

A queda da taxa básica de juros, a Selic, pode fazer com que os rendimentos da poupança percam para a inflação. Isso pode acontecer porque os rendimentos da poupança são 70% da Selic, mais a Taxa Referencial (TR), que está zerada.

Hoje, a Selic está com taxa de 5% ao ano e o Banco Central já sinalizou que o índice deve cair mais em dezembro, para em torno de 4,5% ao ano, encerrando o ano nesse patamar. Assim, os rendimentos da poupança vão passar de 3,5% para 3,15% ao ano. Já a inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), segundo estimativas do mercado financeiro, deve fechar 2019 em 3,31% e 2020, em 3,60%.

Por outro lado, os investidores que possuem poupança antiga e não retiraram os recursos recebem rendimentos maiores, devido aos depósitos feitos até 3 de maio de 2012, ao renderem 0,5% ao mês (ou 6,17% ao ano), mais TR. Porém, a partir de 4 de maio de 2012, a nova regra de cálculo da poupança passou a ser 70% da Selic mais TR, sempre que a taxa estiver abaixo ou igual a 8,5% ao ano. Acima de 8,5% ao ano, o rendimento é 0,5% ao mês mais TR. (Com informações da Agência Brasil)

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar