22 de junho de 2018 - sexta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mulheres
Apoio
17/04/2018 | 15h50
Cartilha de prevenção à violência contra a mulher é lançada
Tiragem inicial da publicação é de 10 mil exemplares. Cartilha será distribuída em toda a cidade em eventos como palestras, ações e políticas de valorização da mulher

A Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres apresenta, nesta quarta-feira (18), uma cartilha com o tema “Toda mulher tem o direito de viver sem violência”. O evento começa a partir das 9 horas no salão Nobre do Paço Municipal e terá a presença do prefeito de Goiânia, Iris Rezende, da secretária municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, Célia Valadão, entre outras autoridades e entidades de proteção. A obra é patrocinada pela Caixa, tendo uma tiragem inicial de 10 mil exemplares.

A cartilha será distribuída em toda a cidade em eventos como palestras, ações e políticas de valorização da mulher. A secretária municipal da Mulher, Célia Valadão, diz que o conteúdo da publicação foi pensado para servir aquelas que precisam de apoio e para conscientizar a sociedade sobre os tipos de violências sofridas pelas mulheres.

“As páginas foram elaboradas por servidoras da nossa secretaria e contam com textos numa linguagem mais clara e acessível sobre a Lei Maria da Penha, explicações sobre violências sofridas, números como o 180, que serve para receber denúncias e onde elas podem pedir ajuda”, comenta. Além disso, a cartilha traz um pouco do trabalho que é desenvolvido diariamente pela Prefeitura por meio da Secretaria.

Confira abaixo a capa da cartilha:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)