Coluna

Baldy aponta que fim de ciclo tucano motiva aprendizado

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 26 de outubro de 2018

Depois de ser eleito deputado federal pelo PSDB em 2014, o
agora presidente do PP em Goiás, Alexandre Baldy, define que o partido será
mesmo independente do governo de Ronaldo Caiado (DEM) a partir de janeiro, mas
com distância da postura de oposição. A decisão foi tomada depois de conversa
entre o próprio ministro das Cidades com o senador eleito, Vanderlan Cardoso, e
os deputados federais professor Alcides e Adriano Avelar. “Decidimos que
seremos independentes. Vamos apoiar o governo no que for bom para os goianos e
discordaremos do que não por positivo”, confirma. Questionado pela Xadrez sobre
o fim do marconismo em Goiás, depois da derrota de Marconi Perillo ao Senado e
do governador José Eliton (PSDB), Baldy aponta que o ex-governador mantém força
política, mas que o ciclo dos tucanos teve término. “Toda situação de liderança
na política tem um ciclo. Esse ciclo contribuiu para que Goiás se desenvolvesse
e fica como aprendizado para nós que somos jovens, para saibamos a hora de
começar, de crescer e de parar”.

Contra ataque

Depois de ser alvo de ameaças em vídeos nas redes sociais, a
presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Rosa Weber, fará pronunciamento
neste sábado (27), véspera do segundo turno das eleições, em cadeia nacional de
rádio e televisão.

Tradição

O pronunciamento vai ao ar às 20h. A fala é tradicional a presidentes
do TSE e, na véspera do primeiro turno, Rosa Weber destacou a importância
das votações e o princípio da tolerância, além de reafirmar a segurança das
urnas.

Coalizão à direita

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair
Bolsonaro, indicou que, se eleito, poderá compor seu primeiro escalão com nomes
do DEM, além do deputado Onyx Lorenzoni (RS). O gaúcho já foi apresentado como
virtual ministro da Casa Civil e, inclusive, já realiza as articulações junto a
possíveis aliados do provável novo governo no Congresso Nacional, contando com
lideranças alinhadas com as propostas conservadoras de Bolsonaro, mas também
com o Centrão, liderado pro Rodrigo Maia (DEM/RJ), que será fundamental na
eleição do presidente da Casa, em fevereiro. Em encontro nesta semana, com 32
representantes da Frente Parlamentar da Segurança Pública, o capitão reformado
disse que levará para seu eventual governo dois deputados do DEM que não se
reelegeram: Alberto Fraga (DF), atual líder da “bancada da bala” no Congresso,
e Pauderney Avelino (AM). Bolsonaro prometeu formar equipe técnica, sem indicações
políticas ou partidárias. Os deputados negam o acordo, mas admitem
“identificação” com o programa do candidato.

CURTAS

Primeira hora
Presidente em exercício do PSL, o advogado Gustavo Bebianno deve ser ministro
da Justiça e aprova a aproximação a partidos como DEM e MDB.

Contribuição ­– O
ex-ministro da Educação de Temer, Mendonça Filho (PE) que perdeu para o Senado,
colabora com Bolsonaro na área e é cotado para voltar à Esplanada.

Oportunidade – A Assembleia
Legislativa lançou concurso público para preenchimento de 80 vagas de nível
médio (inscrição de R$ 80) e superior (R$100 e R$150).

Gastos eleitorais

Todos os candidatos e partidos políticos que participaram
das Eleições 2018 em Goiás têm até o dia 6 de novembro para entregar arrecadação
e despesas de campanha. O prazo vale para envio dos documentos pelo Sistema de
Prestação de Contas Eleitorais.

Na agenda

O prazo é válido inclusive para candidatos que desistiram ou
tiveram registros indeferidos. Mais de mil prestações deverão ser apresentadas
e a Justiça Eleitoral passou a disponibilizar agendamento prévio.

Sabatina

A equipe do jornal O Hoje entrevistará o coordenador da
equipe de transição do governo estadual, senador Wilder Morais (DEM). O vídeo
estará disponível nesta tarde em www.ohoje.com
e a íntegra será publicada na próxima edição impressa.

Pós-eleição

A Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) promove
palestras para analisar o cenário político e econômico em Goiás e no Brasil para
2019. Evento no dia 12 de novembro, às 19h30, no Teatro Sesi.

Participação

O tema é “Perspectivas Políticas e Econômicas para o Brasil”,
com falas do jornalista e apresentador William Waack, e “Goiás no Futuro”, com
o governador eleito, Ronaldo Caiado (DEM). As inscrições são gratuitas pelo www.sistemafieg.org.br 

Setor produtivo

O evento “Indústria Destaque 2018” é uma homenagem que a
Fieg fará a cinco empresas que contribuíram com o desenvolvimento industrial
goiano: BRF, Telemont, Brainfarma, Savoy Indústria de Cosméticos e Jalles
Machado.

 

Compartilhe: