Coluna

Deputado do PRTB nega acerto do partido com MDB

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 21 de abril de 2018

O deputado estadual Charles Bento nega que o PRTB tenha
conversas adiantas para fechar aliança com o MDB e a pré-candidatura do
deputado federal Daniel Vilela ao governo, ou mesmo com o senador Ronaldo
Caiado (DEM). O presidente regional da sigla em Goiás, Denes Pereira, deixou o
cargo de presidente da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) para não
ter vinculação com a gestão de Iris Rezende, que anunciou apoio a Daniel, e,
nos bastidores, era esperado anúncio de apoio a Caiado, o que não ocorreu. “Não
existe acerto. Eu conversei com o presidente Denes, que deixou claro que não
decidiu caminha junto com o Daniel Vilela”, afirma Charles. Sobre a proximidade
com Ronaldo Caiado, o deputado governista aponta que trabalha para manutenção
do partido na base e confirmação do apoio a José Eliton (PSDB). “É importante
que tenhamos aliança para fazermos até quatro deputados e eu estou com Zé
Eliton, mas a cúpula não decidiu que caminho vai seguir. Há um grupo que busca
a aliança com o PSDB”, conta o parlamentar.

Sem chance

Em tom de brincadeira, o deputado Charles Bento destaca a
importância de, se confirmada aliança com o PSDB, que o PRTB esteja fora da
coligação tucana para deputado estadual. “Chapão só bom pra fazer x-salada!”.

Impedimento

A avaliação é matemática. O PSDB tem 12 deputados estaduais
e apenas Jean Carlo não busca a reeleição. A concorrência torna impossível que
candidato com menos de 30 mil votos tenha eleição viável em coligação com os
tucanos.

Transferência na Lei

A transferência simbólica da capital de Goiás para a cidade
de Santa Cruz pode se tornar lei. É que o deputado Lincoln Tejota (PROS)
apresentou projeto que institui no calendário oficial de Goiás a mudança, a ser
comemorada no dia do aniversário da cidade – 27 de agosto. Segundo a
justificativa, o município é considerado a primeira capital do Estado, tendo
sido fundado em 1729, ainda por Bartolomeu Bueno da Silva. “Como forma de
homenagear a história de um povo que tanto contribuiu para o desenvolvimento de
Goiás, estamos propondo uma solenidade para resguardar nosso patrimônio
cultural”, defendeu. Tejota lembra que, em 2017, o então governador Marconi
Perillo (PSDB) realizou a transferência simbólica da capital para Santa Cruz,
assim como é feito todos os anos na Cidade de Goiás. De acordo com o projeto,
durante o dia do aniversário do município, os três Poderes (Executivo,
Legislativo e Judiciário) funcionarão ali. “O objetivo é tornar definitiva essa
comemoração. Nossa maior riqueza é a história, a cultural”.

CURTAS

Transparência
Prestes a encarar de forma mais grave a falta de quórum, a Assembleia
Legislativa iniciou a efetivação do ponto biométrico.

Divisão – Pré-candidata
da Rede à Presidência, Marina Silva, voltou a descartar possível união com o
PSB e o pré-candidato Joaquim Barbosa, ex-ministro do STF.

Não é comigo – Do
secretário estadual de Saúde, Leonardo Vilela, na CEI da Câmara. “Não é culpa
da SES se a regulação não funciona e não tem transparência”.

Representantes

O secretário Hwascar Fagundes (Secima) realizou nos últimos
dias reuniões para definição dos conselheiros que vão compor o Conselho de
Desenvolvimento da Região Metropolitana (Codemetro).

Indicação

Os conselheiros serão representantes do governo estadual;
presidentes das câmaras municipais de toda a Região Metropolitana de Goiânia;
Assembleia Legislativa; Universidades; setor privado, Crea e CAU.

Prazo

Hwascar já conversou pessoalmente com setor privado,
universidades, conselhos de engenharia e arquitetura, além dos presidentes de
câmaras. Os conselheiros deverão ser escolhidos até o início de maio, para
quando está marcada a primeira reunião.

Tudo certo

O presidente da Câmara Municipal, vereador Andrey Azeredo
(MDB), formalizou com o reitor da UFG, Edward Madureira, o contrato para a
realização do concurso público da Casa neste ano. Só falta publicar o edital,
que sai até 1º de julho. 

Oportunidade

Serão 75 vagas para cargos efetivos de níveis médio, técnico
e superior. A Lei foi sancionada pelo prefeito em 21 de março, depois de ser
aprovada por unanimidade no Plenário da Casa em duas votações.

Inclusão

O programa Jovem Cidadão, antes chamado de Jovem Aprendiz,
lançou 500 novas vagas para pessoas com deficiência (PCD). O programa estadual
de formação profissional tem atualmente 3624 inscritos.

Compartilhe: