Coluna

Deputado ex-MDB ainda acredita em união na oposição

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 14 de abril de 2018

Apesar da suspensão de conversas entre os pré-candidatos da
oposição, ainda há quem acredite na união de forças para a disputa da eleição
de outubro. Para o deputado estadual Lívio Luciano, que trocou o MDB pelo
Podemos, as pré-candidaturas do deputado federal Daniel Vilela (MDB) e do
senador Ronaldo Caiado (DEM) ainda poderão ser unificadas em projeto único.
“São pré-candidatos oposicionistas e continuo defendendo o que dizia quando
estava no MDB: se estiver unida, a oposição vence esta eleição facilmente, se é
que existe eleição fácil. O sentimento oposicionista reina hoje em Goiás e a
união é o caminho mais fácil para que o projeto seja vencedor. Sobre as
articulações entre os dois, há tempo para a conversa e vejo possibilidade real
de que isso aconteça”, aponta o parlamentar que, claro, defende que Daniel abra
mão da candidatura em prol de Caiado, o que já foi descartado pelo emedebista.
Além da divergência sobre candidatura ao governo, Lívio deixou o MDB por alegar
desestruturação de chapas proporcionais.

Números

Nas contas do deputado, a chapa a deputado estadual do MDB
terá grande concorrência para eleger poucos parlamentares. “São grandes nomes
na cabeça, mas não tem rabo. A aliança de Caiado está com maior estrutura”,
afirma Lívio.

Conta

A avaliação de deputados da base e da oposição é de que a
estrutura das chapas é fundamental para ter candidatos com boa média de votos
e, assim, atingir mais vezes o quociente eleitoral.

Foro privilegiado na
pauta

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra
Cármen Lúcia, marcou para o mês de maio a retomada do julgamento sobre a
restrição do alcance do foro privilegiado para parlamentares federais. A ação é
o primeiro item da pauta da sessão plenária do dia 2 de maio. O ministro Dias
Toffoli já havia devolvido o processo e liberou para julgamento a questão de
ordem que discute a limitação da prerrogativa. Em 23 de novembro do ano passado,
Toffoli pediu vista no julgamento, depois de ter sido formada maioria no STF
para reduzir o alcance do foro privilegiado para deputados federais e
senadores. À época, Toffoli disse que precisava refletir melhor sobre o assunto
e esclarecer eventuais dúvidas sobre as consequências da tese defendida pelo
ministro Luís Roberto Barroso, relator do processo. Sete ministros já deram
votos favoráveis ao entendimento de que o foro privilegiado para políticos só
vale se o crime do qual forem acusados tiver sido cometido no exercício do
mandato e se for relacionado ao cargo que ocupam.

CURTAS

Nomes – Acompanharam
o entendimento de Barroso os ministros Luiz Fux, Rosa Weber, Edson Fachin,
Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e Cármen Lúcia.

No cargo – Sérgio
Cardoso já foi empossado no cargo de conselheiro do TCM, pelo presidente
Joaquim de Castro. Foi saudado pelo conselheiro Daniel Goulart.

Ao trabalho – A
primeira semana de trabalho do governador José Eliton foi intensa, com agendas
em Goiânia, Anápolis, Rio Verde, Gameleira, Sancrerlândia e Brasília.

Elogios

Em agenda em Goiás, mas sem passar por Goiânia, o
ex-governador de São Paulo e pré-candidato a presidente, Geraldo Alckmin
(PSDB), gravou mensagem elogiosa a Marconi Perillo, durante visita a Rio Verde.
“Referência nacional”, caracterizou.

Detalhes

O relator da CEI da Saúde, vereador Elias Vaz (PSB), pede mais
documentos sobre o contrato da prefeitura com a empresa Reobote Engenharia,
Comércio e Serviços Ltda para a locação de um transformador no valor de R$7,9
mil por 90 dias.

Explicações

O aparelho é destinado ao cais Chácara do Governador e foi
alugado com dispensa de licitação. O problema é a constatação, em orçamento com
outra empresa, que um transformador novo custaria ao Município R$8,8 mil.

Atenção

A Avenida Marginal Botafogo passa neste fim de semana a ter
mais um trecho interditado, como parte do cronograma de intervenções para
recuperação emergencial da via. Agora, tudo fechado no entre a Rua PL-3 e a
Avenida Jamel Cecílio.

Preparação

O Aeroporto de Goiânia está preparado para receber a chegada
de 700 atletas, sendo 230 cadeirantes, que participarão de três competições
organizadas pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

Competição

É a etapa regional Centro-Leste do Circuito Loterias Caixa
de Atletismo, Halterofilismo e Natação e da 1ª Copa Brasil de Esgrima em
Cadeira de Rodas, que ocorrem na capital goiana até este domingo.

 

Compartilhe: