Terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Coluna

Deputados não gostaram, mas vão aprovar o aumento do ICMS

Publicado por: Wilson Silvestre | Postado em: 29 de novembro de 2023

Deputados da base do governador Ronaldo Caiado (UB) almoçaram com ele nesta terça-feira (28) e, entre o anúncio de novos investimentos, veio a notícia de que o governo terá que aumentar a alíquota do ICMS para 19%. Para o governador, os deputados não contestaram ou reclamaram, mas, nos bastidores, não escondem as preocupações com as eleições e os memes nas redes sociais criticando seus votos a favor. Alguns deles vão disputar eleição municipal. “Vamos ser cobrados pela população, mas o aumento será aprovado”, disse um deles à Xadrez. Nenhum gestor público aumenta imposto por prazer, mas, sim, necessidade de caixa para atender às sempre crescentes demandas da sociedade. Caiado não é diferente e segue o movimento de vários Estados que já enviaram às suas respectivas Casas de Leis o projeto de reajuste. O governador aproveitou para agradecer a parceria com os parlamentares no decorrer deste ano, que proporcionou ao governo a continuidade de projetos que beneficiaram mais de 7 milhões de goianos. “Nenhum governo está dando conta de fazer o que nós fizemos com o apoio da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, isso tem que ser comemorado por todos nós”, disse.

Bruno justifica o aumento

O presidente da Alego, Bruno Peixoto (UB), falou sobre a importância de aprovar o reajuste da alíquota do ICMS. (ICMS). “Todos Estados já estão com isso em tramitação. Precisamos aprovar na Alego, é uma questão importante. Se ficarmos menores que os outros Estados, vamos perder arrecadação, vai impactar nos investimentos”, destacou Bruno Peixoto.

Continua após a publicidade

Cambão agradece

O líder do governo Alego, Wilde Cambão (PSD), destacou o trabalho da base para a aprovação de importantes projetos do governo. “Nossa participação tem sido muito positiva para que os resultados possam chegar de forma efetiva à população”, frisou.

Emenda de Wilder

O senador Wilder Morais (PL-GO) falou sobre a importância do BRT Luziânia-Santa Maria (DF) e que trabalha para destinar emenda parlamentar ao projeto de construção. “Estou empenhado na construção deste corredor de transporte urbano. Para tanto, destinei emenda de bancada para que o projeto caminhe rápido.”

Aliado do turismo

Outra importante notícia para Goiás é a indicação do senador Wilder para a relatoria nacional do turismo no orçamento federal. 

Pábio X Lêda

Mais uma troca de farpas entre a deputada federal Lêda Borges (quase ex-PSDB) e o prefeito de Valparaíso, Pábio Mossoró (MDB), foi registrada pelas redes sociais. Ao discursar em evento no bairro Céu Azul, Lêda alfinetou a gestão de Pábio. Quando foi sua vez de falar, o prefeito deu o troco. “O desequilíbrio da nossa deputada federal é demais, mas tudo bem, nossa cidade e vocês [moradores] são maiores que isso”, em referência à fala de Lêda.

A discórdia

Lêda tem dito nas redes sociais que a obra do Parque Anhanguera e a autorização junto ao Dnit e ANTT para a construção do viaduto da BR-040 saíram por conta de sua atuação junto ao Governo Federal. Pode-se não gostar de Pábio, mas 90% do mérito dessas obras é dele. “Vamos entregar essa prefeitura ao próximo prefeito bem melhor do que nós pegamos lá em 2017”, numa referência à gestão de Lêda. (Especial para O Hoje)