Quinta-feira, 26 de janeiro de 2023

Coluna

Desafio de Caiado é fazer do 2º mandato modelo de gestão

Publicado por: Wilson Silvestre | Postado em: 31 de dezembro de 2022

O governador Ronaldo Caiado (UB) assume seu segundo mandato a partir deste domingo (1º), em um clima diferente daquele de 2019. Hoje a casa está arrumada embora com novos desafios, mas com as contas em dia e sem cobradores fazendo fila no governo. Na lista de compromissos, consta avançar em obras acordadas com o cidadão goiano durante a campanha. Ampliar a rede de proteção social, geração de empregos, manter as conquistas na área de educação e segurança pública. Quanto ao secretariado, pelos resultados obtidos nos últimos quatro anos, não haverá grandes mudanças nas áreas estratégicas como educação, saúde, infraestrutura e economia, a não ser alguns remanejamentos. As demais pastas podem ser ocupadas por aliados políticos, desde que o indicado tenha qualificação técnica à altura dos desafios. No entanto, montar a equipe do segundo mandato não é uma ‘sangria desatada’ e pode ser pacientemente montada. Na Alego, se não houver um contratempo, está tudo acertado nas costuras políticas do deputado Bruno Peixoto (UB) com os colegas. A maioria já teve os cargos na Mesa Diretora definidos. Pela primeira vez na história do legislativo goiano a Casa será 100% voltada para os deputados sem qualquer sugestão do governador, a não ser que ele tenha mantido o maior segredo sobre as articulações de Bruno. Mas, no momento, Caiado foca na engenharia política para encaixar tantas demandas em um orçamento ajustado e ao mesmo tempo, atender os compromissos com prefeitos e aliados. Ele sabe que segundo mandato é alimentado por expectativas e, para ter sucesso, tem que superar o primeiro e ser modelo de gestão para alçar outros voos na política.

UB no governo Lula

A relação de Caiado com o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), não é esperada nenhuma turbulência, afinal, o União Brasil faz parte do governo com dois ministérios: Comunicações e Turismo. O deputado federal pelo Maranhão, Juscelino Filho conseguiu superar a barreira petista que o acusa de ser bolsonarista. Quanto à pedagoga e deputada federal Daniela Waguinho, do Rio de Janeiro, não houve polêmica. Um detalhe chama a atenção: Caiado e ACM Neto monitoraram os passos de Luciano Bivar o tempo todo durante as negociações com o PT.

Continua após a publicidade

Nada fácil

A partir desta segunda-feira (2), o presidente deve experimentar o serpentário político do Congresso, principalmente na Câmara Federal. Mesmo com os 37 ministérios abarcando quase todas as legendas, muita gente não está satisfeita com a partilha do butim. O petista terá, na melhor das contas, pouco mais da metade dos votos no Senado (45) e na Câmara (265). Vai precisar muito do ‘centrão’.

Wilder sumiu

Existe uma frase na política que atribui o ‘sumiço’ de uma determinada liderança como “mergulhou para dar um tempo”. Tudo indica que o senador eleito por Goiás, Wilder Morais (PL), adotou essa estratégia e só deve aparecer na próxima disputa eleitoral.

Parabéns à PM

Circula nas redes sociais um vídeo produzido pela assessoria de comunicação da Polícia Militar de Goiás (PMGO), alusivo à virada do ano que merece aplausos. Com a música tema ‘Stand by me’ cantada em inglês e legendada em português, envolveu várias unidades da corporação e durou dois meses para ser concluída. Link do vídeo: www.instagram.com/policiamilitargo/

Viva Valparaíso

É consenso na região do Entorno de Brasília que Valparaíso de Goiás é a cidade mais politizada e tem a melhor qualidade de vida. Mesmo em meios a tantos desafios desde a sua ocupação desordenada, passando por gestões administrativas que não priorizaram obras de infraestrutura não impediu o seu crescimento econômico e social. Agora o IBGE contabiliza 196.967 habitantes. Logo ultrapassa Águas Lindas e Luziânia.