Coluna

Estado de Goiás avança no ranking de geração de energia solar

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 25 de maio de 2018

Na semana passada, os estados do Amazonas, Paraná e Santa Catarina aderiram ao Convênio ICMS nº 16/2015, que autoriza os governos estaduais para isentar o ICMS sobre a energia elétrica produzida a partir de fontes renováveis em residências, comércios, indústrias, edifícios públicos e na zona rural, por meio da microgeração e minigeração distribuída solar fotovoltaica. A medida passará a beneficiar todos os estados da federação, abrangendo 100% da população, empresas e produtores rurais do País. O fomento de fontes energéticas limpas, integradas à matriz hidráulica vem sendo pensado pelo governo de Goiás. Para contribuir com a discussão, a Assembleia Legislativa criou o Fórum  de Discussão Permanente de Assuntos Relacionados ao Setor Energético, que é presidido pelo deputado Simeyzon Silveira (PSD). Ela ponta que em menos de dois anos, o estado saltou da 16ª para a 8ª colocação no ranking nacional de geração de energia solar. Presidente da Comissão de Minas e Energia da Assembleia, o parlamentar recebeu a garantia do governador José Eliton (PSDB) a garantia de ampliação da geração de energia solar. 

Sustentável

Simeyzon considera que a decisão do governador vai tornar mais um atrativo o programa Goiás Solar, como forma de captação de grandes investidores na produção de energia limpa, tornando a matriz energética mais eficiente, barata e sustentável.

Painéis

Desenvolvido pela Agência Goiana de Habitação (Agehab), o Casa Solar faz a instalação de painéis de energia solar fotovoltaica em loteamentos que estejam ligados ao programa de construção de casas populares.

 

PSD longe da pacificação

 

O PSD, um dos principais partidos da base aliado do governo do Estado, ainda não conseguiu unificar o seu discurso, quando o assunto é a posição da legenda em relação ao processo sucessório. Informações de bastidores apontam que o presidente da sigla, Vilmar Rocha, está. Hoje, bem próximo do senador e pré-candidato ao Governo, Ronaldo Caiado. Mas há uma ala majoritária, formada por parlamentares e prefeitos, que não abrem mão de uma composição com o governador José Eliton (PSDB), que é candidato à reeleição. “Por enquanto, cada integrante do partido tem manifestado suas opiniões particulares. A minha posição pessoal é de continuarmos na base”, diz ele à coluna o deputado estadual Francisco Júnior. Aliar-se a Caiado, segundo o parlamentar, é uma posição do Vilma, assim como outros membros posicionam-se a favor de apoio ao governador. 

Aliança – Pré-candidato a governador, o deputado Daniel Vilela (MDB) tem marcado posição em eventos com o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, e o presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira.

Lícito – O presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB), tem pinçado, em seus discursos, que em mais de 40 anos de vida pública, não enriqueceu e nem recebeu propina.

Certame – Presidente da Câmara de Goiânia, o vereador Andrey Azeredo anuncia que o concurso público que vai promover será realizado em duas etapas. 

Engodo

Por considerar que o terceiro dígito no preço dos combustíveis provoca confusão no consumidor, o deputado Lissauer Vieira (PSB) quer que passe a vigorar em Goiás apenas duas casas decimais, ou seja, dois dígitos de centavos. Nos cálculos do parlamentar, o consumidor acaba pagando mais, quando pensa que está gastando menos ao abastecer o seu veículo.

Emendas à LDO

Técnicos da Secretaria de Gestão e Planejamento vão esclarecer aos deputados a proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), na terça-feira. O convite partiu do relator da matéria, na Assembleia Legislativa, Tallles Barreto (PSDB). O interesse dos parlamentares é na repartição de recursos por meio de emendas. O setor produtivo também discutirá o projeto.

Faca no pescoço

Depois da marcha à Brasília, os municípios brasileiros põem a faca no pescoço da União para tirar dela mais recursos para a merenda escolar. A defesa da Confederação Nacional dos Municípios é de que seja garantido em lei o reajuste anual dos valores repassados para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

Fake news

A cinco meses das eleições, o Congresso Nacional decidiu criar a frente parlamentar mista de enfrentamento às fake news. São 219 deputados e 12 senadores. o objetivo é fiscalizar e punir os responsáveis. O deputado goiano João Campos, do PRB, integra a comissão. 

Compartilhe: