Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Coluna

Fogo cruzado muda planos de candidatos proporcionais na base

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 19 de março de 2018

No meio da guerra entre a base aliada ao governo e a
oposição, com destaque ao MDB, em busca da aliança com o PP para as eleições
deste ano, estão os pré-candidatos a deputado estadual e federal que já
trabalham intensamente nas bases em busca de votos e dependem de confirmações
políticas e matemáticas. Exemplo é o deputado estadual Lucas Calil, que tinha
definida filiação ao PP nesta janela depois de perder espaço no PSL, com a
filiação e comando do presidenciável Jair Bolsonaro. O parlamentar depende da confirmação
política sobre manutenção ou não da legenda na base de José Eliton (PSDB) e,
também, das contas referentes à formação de coligação ou chapa pura. “Estamos
em busca de um partido que acolha o nosso grupo político e consideramos aqueles
que fazem parte da base. A indefinição do PP e do presidente, senador Wilder
Morais, suspendeu o convite que me foi feito pelo prefeito Abelardo Vaz
(Inhumas) e o deputado Roberto Balestra”, conta Lucas. O deputado tem relação
próxima com o deputado Lincoln Tejota, o que o aproxima do PROS.

Plano B

Continua após a publicidade

“O PROS passa a ser comandado pelo Lincoln e é um dos
caminhos que temos e queremos seguir. Isto ainda está em fase de articulação e
diálogo, se os amigos da chapa dele me aceitarem”, considera Calil.

Aceitação

Lincoln explica à Xadrez que o PROS terá, necessariamente,
chapa pura na disputa estadual. “A chegada de um deputado como o Lucas assusta
e causa medo entre os candidatos. Vamos conversas e acertar isso”, afirma o
presidente da sigla.

Plataforma técnica

O ministro da Fazenda e presidenciável, Henrique Meirelles
(PSD), afirma que, caso seja candidato, suas principais bandeiras serão a
modernização da economia brasileira e o aumento da criação de empregos. O
anapolino se reuniu neste fim de semana com o presidente do Conselho de
Administração da Nestlé, Paul Bulcke e disse que o executivo manifestou
curiosidade em relação ao processo eleitoral brasileiro. O executivo também
quis saber sobre as intenções de Meirelles concorrer à presidência da
República. “Eu disse que é uma possibilidade e que tomarei a decisão até começo
de abril”, afirmou Meirelles após o encontro, repetindo o discurso que tem
adotado nas últimas entrevistas sobre o tema. “Caso candidato, as bandeiras
serão a modernização da economia e a criação de empregos. O cidadão que
consegue emprego está melhor do que quem recebe o Bolsa Família”, disse. O
ministro goiano ressaltou que, para ele, independente do resultado da eleição,
o País será conduzido para reformas e para a modernização da economia.

CURTAS

Representa
Meirelles e o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, serão os
representantes brasileiros no G20, nas reuniões hoje e amanhã em Buenos Aires.

Oportunidade – A
Prefeitura de Caldas Novas contrata Auxiliar de Serviços Gerais. Serão 100
vagas por análise de currículo, para contrato com validade de um ano.

Publicação – Termina
hoje o prazo da Escola Superior do Ministério Público para interessados em
publicar artigos jurídicos na 35ª edição da Revista do MP.

Manutenção

A preferência do senador Wilder Morais de levar o PP para
aliança com o MDB, para ter garantia de candidatura à reeleição, causa reação
entre os dois deputados federais e prefeitos do partido. Passam a apoiar o
comando de Alexandre Baldy.

Indicação

A expectativa dos pepistas governistas é de confirmar para
esta quarta ou quinta-feira a entrega da direção regional do partido ao
ministro das Cidades. A Wilder pode sobrar filiação ao MDB ou ao DEM, para
buscar a reeleição na oposição.

Em família

O deputado federal Marcos Abrão foi reconduzido à
presidência do PPS Goiás durante o Congresso Estadual da legenda. A definição
mantém o grupo formado com a tia, senador Lúcia Vânia, que preside o PSB em
Goiás.

Ao trabalho!

O governador Marconi Perillo será o coordenador da campanha
de Geraldo Alckmin (PSDB) à presidência e já está se movimenta. Prestes a
assumir o comando nacional do PSDB, já articula alianças em torno do paulista.

Alckmin já teria te dado missões ao governador Marconi para
fortalecer a candidatura tucana ao Palácio do Planalto. Entre as missões passadas
estão articulações para alianças com MDB, PP e PR.

Vagas

A Saneago recebe inscrições até amanhã para processo
seletivo que contrata temporários para Goianésia. Os colaboradores terão
contrato de seis meses para execução de obras para ampliação do Sistema de
Abastecimento de Água na cidade.