Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

Coluna

Lula acena para o agro, mas assusta aliados ao rivalizar com Bolsonaro

Publicado por: Wilson Silvestre | Postado em: 11 de dezembro de 2023

Na convenção do PT na sexta-feira (8), mais uma vez o presidente Lula “pisa no tomate” com seu entusiasmo à frente da militância petista. Em sua fala, entre recomendações didáticas para se aliar com a esquerda, também surpreendeu ao enaltecer o agronegócio brasileiro por ser o maior responsável pelo superávit da balança comercial. Mas também lembrou ao setor que ele destinou mais de R$ 270 bilhões ao Plano Safra 2023-2024, ou seja, mesmo que a maioria tenha votado contra ele, o agro é importante para o País. Em outro momento de sua fala, recomendou aos petistas “fazer alianças com quem realmente vai somar com o PT”. Mas o que chamou a atenção dos aliados, principalmente do centro que ajudou Lula voltar à Presidência da República, é que na disputa para prefeito e vereadores em 2024, a polarização será entre o petismo e o bolsonarismo. Foi o bastante para os aliados de centro ficarem de “orelha em pé”, pois, ao estimular o “nós contra eles”, reforça ainda mais a divisão do País. Se tiver êxito nessa tese, os partidos mais prejudicados com as duas torcidas políticas serão os de centro, que podem perder muitas prefeituras. Lula tem alimentado essa polarização desde o dia em que tomou posse e quer repetir o acirramento da eleição presidencial. O presidente está convencido de que pode dar o troco em Bolsonaro e ultrapassar o PL em número de prefeitos. Hoje o PT tem 227 prefeituras e o PL 371. Lula conta com a força da militância no interior e o agro amplia sua base eleitoral, principalmente nas regiões Centro-Oeste e Norte do País.

Esquerda precisa gradear a direita

A percepção dos empresários rurais, pelo menos em Goiás, é de que Lula precisa colocar o discurso em pé. A coluna conversou com dois grandes produtores, sendo um de Cristalina e outro de Jataí. Coincidentemente, os dois deram respostas parecidas sobre a fala de Lula: “O presidente tem que ser mais duro com os invasores de terra, rever o marco temporal e gradear o terreno ideológico para ter a confiança do agro”.

Continua após a publicidade

Agro pragmático

Ao elogiar o setor, sinalizar uma trégua aos produtores e dizer à militância que o agro é importante para o País, Lula mira o voto conservador de direita e levanta uma bandeira branca ao setor. “Nós do agro temos que ser tão pragmáticos tanto quanto o presidente Lula, que reconhece a importância dessa âncora econômica para o País”, disse à Xadrez o empresário rural e consultor do agro, Ênio Fernandes.

Mais ao centro

Ênio avalia que Lula “não é nem muito à esquerda e, sim, um centro-direita e sua fala, sugere uma mudança mais equilibrada no discurso. Afinal, a maioria dos brasileiros se declara de direita. Se quiser avançar rumo ao desenvolvimento econômico, tem que dialogar com a direita”, atesta Ênio.

Daniel aliado

Por falar em agro, o prefeito de Cristalina, Daniel Vaz Sabino (UB), desmente boatos de que teria rompido com o agro no município. “Eu me afastei de algumas pessoas ligadas ao Sindicato Rural que são nocivas aos interesses de Cristalina. Continuo sendo parceiro do agro e atendendo, na medida do possível, suas demandas.”

Wilde e GO-309

Daniel frisou que o governador Ronaldo Caiado e o deputado estadual Wilde Cambão (PSD) foram importantes na conquista de mais uma rodovia pavimentada no município de Cristalina, a GO-309. “Obrigado, governador e o deputado Wilde Cambão, por mais esta obra importante para o agro, mas também para o turismo e os garimpeiros de cristais. Gratidão aos dois.” (Especial para O Hoje)