Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Coluna

Prefeito Cruz reencontrou Rogério e os dois mudaram a cara de Goiânia

Publicado por: Wilson Silvestre | Postado em: 22 de dezembro de 2023

As regras na política são diferentes das regras que organizam o dia a dia das pessoas, uniformizam e sustentam uma cidade, por menor que seja. Imagina então o emaranhado de alianças partidárias que o prefeito de uma Capital como Goiânia e seus quase 1,5 milhão de habitantes tem que administrar. Soma-se à engenharia política de sustentação, às demandas da população que tem pressa. Não é fácil conciliar estes dois desafios. O prefeito Rogério Cruz (Republicanos) tentou a fórmula mais democrática possível, ao compartilhar a  gestão com os vereadores. Os legítimos representantes da população, passaram quase três anos sendo mais adversários do que aliados. Para encontrar um ponto em comum com os vereadores e sociedade, o prefeito teve que se separar do ‘Rogério’, o sujeito afável, festeiro, generoso e iluminista para dar lugar ao ‘Cruz’: duro, introspectivo, desconfiado e disposto a não fatiar mais a gestão. Acertou e agora que a calmaria foi restabelecida, salvo um ou outro solavanco típico de período pré-eleitoral, o prefeito Cruz, mais calejado e experiente, reencontrou o Rogério. Cruz tornou-se PhD sobre o serpentário e junto ao Rogério político, diplomático e bom ouvinte, caminha pela cidade, ora sendo chamado de Rogério em outras de Cruz e pela maioria, simplesmente, perfeito. Para conversar com Rogério, Cruz ou o prefeito, precisa caminhar pela cidade nos inúmeros canteiros de obras a serem inauguradas. ”Eu gosto das pessoas, ouvir seus problemas e buscar solução rápida”, disse ele à Xadrez na quarta-feira (20).

À espera de Caiado

A expectativa no entorno do prefeito Rogério Cruz é que ele chegue em abril de 2024 com 12% ou mais na intenção de votos. Com este índice, acreditam que o governador Ronaldo Caiado (UB) e Daniel Vilela (MDB) vão apoiar a reeleição de Rogério. Estrategistas do prefeito argumentam que, se “Vilmar Mariano [prefeito de Aparecida] que foi adversário de Caiado terá seu apoio, imagina Rogério que peitou o Republicanos para apoiar Caiado”?

Continua após a publicidade

Câmara em paz

Depois que a dupla formada pelo presidente da Câmara, Romário Policarpo (PRD) e o secretário de Governo, Jovair Arantes (Republicanos) passaram a atuar em sintonia, a relação dos vereadores com o prefeito Rogério Cruz está em paz e falando a mesma língua.

Pagotto na fila

Mais um nome anuncia que pretende disputar a Prefeitura de Rio Verde pelo partido Novo. Trata-se do publicitário Flávio Pagotto que trafega entre o bolsonarismo e os conservadores. Ele sabe que não tem chances, mas precisa dar visibilidade ao partido Novo e abrir espaço para disputar uma vaga de deputado em 2026. Tarefa difícil.

Aleomar tranquilo

Mesmo com a divisão em família, o prefeito Aleomar Rezende (MDB) está mais firme do que prego em aroeira rumo à reeleição. Todas as pesquisas dão uma larga vantagem em relação aos concorrentes, baixa rejeição e bem avaliado pela população. Mesmo liderando as pesquisas não baixa a guarda.

Marajó, Dr. Luís

Um amigo da coluna esteve no Distrito de Marajó no último final de semana e ficou impressionado com a aprovação do pré-candidato a prefeito de Cristalina, Dr. Luís Otávio (sem partido). “Poucas vezes vi um candidato a prefeito de Cristalina ser quase unanimidade em Marajó”.

Ufa, encerrou!

Após nove meses de investigações de trabalho, a Câmara Legislativa do Distrito Federal encerrou a CPI dos atos de 8 de janeiro deste ano. O presidente da comissão, deputado Chico Vigilante (PT) e o deputado Hermeto Oliveira (MDB) entregaram o relatório final ao presidente do TJDF, desembargador Cruz Macedo, nesta quinta-feira (21). (Especial para O Hoje)