Quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

Coluna

PSDB de Marconi se firma na oposição em Goiás e nacional

Publicado por: Wilson Silvestre | Postado em: 27 de novembro de 2023

Em dezembro de 2022, logo após o choque de mais uma derrota eleitoral e ter minguado de tamanho, o deputado federal Aécio Neves foi incisivo sobre o futuro dos tucanos: “Para sobreviver, o PSDB terá que ser oposição ao governo do presidente Lula e ter um projeto para o Brasil”. Quase um ano depois, o partido anuncia que saiu do muro e será oposição à gestão petista no campo nacional e ao governador Ronaldo Caiado (UB) em Goiás. O novo posicionamento dos tucanos tem a ver com a mudança no comando nacional da legenda. O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite desistiu de disputar a presidência da legenda depois de ter enfrentado resistência. Em seu lugar, indicado por consenso, vai assumir o ex-governador de Goiás, Marconi Perillo. Ungido por unanimidade e com carta branca para oxigenar o partido nos estados, Marconi Perillo terá uma árdua missão: juntar os tucanos dispersos pelos estados que estão negociando com outras legendas visando a eleição de 2024. A começar por Goiás onde está fora do poder há 5 anos. Nesse período, as lideranças tucanas que, por quase 20 anos foram hóspedes do poder, envelheceram e não agregou gente nova ao partido nos 246 municípios goianos. Essa será a missão mais desafiadora de Marconi e a que vai exigir talento para lidar com as vaidades e o apego ao status do “perde-se a coroa, mas não a majestade”. Sem uma oxigenação do partido, principalmente em Goiás, será muito difícil voltar ao poder em 2026.

Matheus prefeito, Aava vereadora

Dentro da estratégia de renovação do PSDB goiano, dois nomes da juventude tucana se destacam: o do jornalista Matheus Ribeiro — que foi candidato a deputado federal em 2022, conquistando 46.961 votos —, e o da vereadora Aava Santiago. Matheu é visto dentro do partido como possível candidato a prefeito de Goiânia. A depender das negociações com outras legendas, possivelmente o PSD do senador Vanderlan Cardoso, pode compor a vaga de vice-prefeito. Quanto a Aava, ela tem a reeleição praticamente certa e pode ajudar o PSDB em Goiânia.

Continua após a publicidade

Força às mulheres

A vereadora Aava propôs a Marconi que todas as chapas de vereadores nos municípios tenham o maior número de mulheres, se possível, acima da cota definida por lei. “Não se trata de empoderamento feminino, mas coerência, afinal somos maioria do eleitorado”, defende Aava. Marconi gostou da sugestão e recomenda aos diretórios esforço nesse sentido.

Izalci fica

Diferente do que se especula em Brasília, o senador Izalci Lucas (DF) não cogita deixar o PSDB. “Tenho sido assediado por muitos partidos, mas com a entrada de Marconi Perillo como presidente nacional da legenda, acredito que vamos ter um novo cenário”, disse ele à Xadrez.

Gugu vetado

Estava mais ou menos acordado que o deputado estadual por Itumbiara, Gugu Nader (Agir) iria se filiar ao MDB assim que abrisse a janela partidária em 2024. De acordo com fontes da coluna, ele foi vetado. Mesmo rejeitado pela base caiadista, Gugu mantém a candidatura a prefeito de Itumbiara contra o atual, Dione Araújo (UB).

Aniversário político

O pré-candidato a prefeito de Cidade Ocidental, Antônio Lima (UB), “caiadista desde criancinha” , programou uma mega festa de aniversário no dia 9 de dezembro. Pela lista de convidados, entre eles o governador Ronaldo Caiado, o presidente da Alego, Bruno Peixoto, e vários prefeitos amigos, vai ser um acontecimento político e vai mostrar forma à candidatura de Antônio Lima.