Segunda-feira, 15 de abril de 2024

Coluna

Rodou, rodou e onde está o candidato da base caiadista?

Publicado por: Wilson Silvestre | Postado em: 29 de fevereiro de 2024

No início da década de 2000, tinha um joguinho impresso destinado ao público infanto-juvenil que desafiava: ‘Onde está Wally?’. Esse personagem se encontrava em meio a várias situações, seja no trânsito, cidades, multidões e festas. A Xadrez toma como referência desafiadora, as idas e vindas da base política do governador Ronaldo Caiado (União) e seu vice, Daniel Vilela (MDB) em busca de um candidato a prefeito de Goiânia. Se assemelha à busca “por Wally” do jogo citado acima. Já tentaram a empresária Ana Paula Rezende, filha do icônico casal, Iris-Iris Rezende, sem dúvida uma das maiores lideranças políticas de Goiás, notadamente do MDB, mas ficou restrita ao burburinho midiático e a cúpula dos partidos aliados. Resgataram até o ex-presidente da Alego, José Vitti e por último, o ex-tucano e ex-prefeito de Trindade, Jean Darrot que também não empolga a torcida. De volta ao jogo “Onde está Wally”, ou seja, o candidato a prefeito da base, a lógica aponta para a Alego. O “Wally” da base caiadista se encontra sentado na cadeira de presidente do legislativo goiano: Bruno Peixoto (União). Não é o Wally do jogo fictício, mas um personagem real que pode tornar a base política de Caiado e Daniel, mais visível e sentada na primeira fila da disputa eleitoral por Goiânia.

Candidato ou não, Bruno ganha

Mesmo que não venha a ser candidato a prefeito como tem declarado ultimamente ou apoie outro candidato, possivelmente Jânio Darrot (MDB), Bruno Peixoto (União) já é um vencedor. Não por ter sido reeleito presidente da Alego, mas sobretudo por ter sobrevivido ao jogo político. Por isso, em 2026, pode ser eleito deputado federal bem votado ou compor a chapa de vice-governador, seja de Daniel Vilela ou de Wilder Morais (PL), afinal, Bruno transita bem nas duas correntes.

Continua após a publicidade

PSDB na corrida

Neste sábado (2), o PSDB entra oficialmente na corrida para prefeito de Goiânia ao sacramentar o nome do jornalista, Matheus Ribeiro como pré-candidato a prefeito de Goiânia. O presidente nacional da legenda, Marconi Perillo, e o regional, ex-deputado Hélio de Sousa, acertam na escolha de Matheus: jovem, motivado e com discurso entre o moderado e progressista.

“Goiânia Tem…

…Coragem”, movimento liderado pelo pré-candidato a prefeito do PSDB, Matheus Ribeiro tem por objetivo, “encontrar soluções inovadoras para os desafios enfrentados pela cidade, promovendo uma Goiânia mais acessível, diversa e justa para todos”.

Alex altera o jogo

O ex-prefeito de Cidade Ocidental, Alex Batista (MDB), conseguiu junto à justiça o direito de disputar a prefeitura de Cidade Ocidental. Com esse alvará em mãos, o apoio do vice-governador Daniel Vilela e do deputado federal, Célio Silveira, faz dele um pré-candidato competitivo. e

Lulinha tem votos

Circula nos bastidores políticos de Cidade Ocidental, que o prefeito Fábio Corrêa (PP), tem três nomes à sua disposição: o vice-prefeito, Luiz Gonzaga Viana Filho, o Lulinha, o presidente da Câmara, Saulo Budin e o secretário de Educação e Lazer, Anderson Luciano. Segundo os adversários, o nome da preferência do prefeito é o de Anderson Luciano e não de Lulinha que, na avaliação das pesquisas, é o que tem mais votos. A conferir.