Garota esfaqueada na escola teria repreendido assédio de agressor três dias antes

O adolescente que deu a facada na jovem foi levado para a Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai).

Postado em: 24-08-2021 às 15h32
Por: Victoria Lacerda
O adolescente que deu a facada na jovem foi levado para a Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai). | Foto: Reprodução

A motivação para que uma estudante de 15 anos levasse uma facada no pescoço na manhã de segunda-feira (23/08) no Colégio Estadual Polivalente Professor Goiany Prates, no Setor Sudoeste, teria sido um episódio de assédio sexual sofrido por uma colega da vítima, três dias antes.

O aluno de 16 anos teria pegado nos seios de uma colega da vítima, na sexta-feira (20). Repreendido por uma amiga da menina assediada, o agressor decidiu revidar levando a faca para a escola na segunda-feira. É o que explica o delegado Queops Barreto, que investiga todo o caso.

O adolescente que deu a facada na jovem foi levado para a Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai), mas pela tarde desta terça-feira (24) foi liberado, porém a investigação segue em andamento. A decisão que liberou o menor estipula que ele deve manter-se recolhido em casa, em regime de aula on-line, e também permanecer afastado por qualquer meio de comunicação da menina agredida, assim como dos familiares da jovem e das testemunhas do caso.

Veja Também