Intervalo para aplicação da dose de reforço é reduzido para quatro meses em Goiânia

Com a antecipação, quem tomou a segunda dose até o dia 20 de agosto pode se dirigir a um dos 67 postos de vacinação da capital a partir desta segunda-feira (20)

Postado em: 20-12-2021 às 14h44
Por: Giovana Andrade
Com a antecipação, quem tomou a segunda dose até o dia 20 de agosto pode se dirigir a um dos 67 postos de vacinação da capital a partir desta segunda-feira (20). | Foto: Divulgação

Seguindo a recomendação do Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que começa a valer em Goiânia a medida de reduzir, de cinco para quatro meses, o intervalo entre a segunda dose e a dose de reforço da imunização contra a Covid-19. A partir desta segunda-feira (20/12), podem tomar a dose de reforço as pessoas cuja aplicação da segunda dose aconteceu até o dia 20 de agosto.

A pasta reforça que disponibiliza à população da capital goiana 67 pontos de vacinação, que podem ser visualizados no #ImunizaGyn.

“Completar o esquema vacinal, inclusive com a dose de reforço, que agora estamos antecipando o intervalo, é de extrema importância para reduzir a transmissão das variantes existentes”, disse o secretário municipal de Saúde, Durval Pedroso, acrescentado que as vans da VacinAção, que hoje estão na Paróquia Nossa Senhora Assunção, no setor Itatiaia, também disponibilizam a dose de reforço ao público.

Continua após a publicidade

Para se imunizar, é necessário apresentar o comprovante de vacinação e um documento de identificação com foto. As pessoas que não possuem o documento precisam aguardar o retorno do aplicativo do Ministério da Saúde, o CenecteSUS, para receber a aplicação da vacina, uma vez que sem qualquer comprovação não é possível certificar a validação da última dose recebida.

Veja Também