Após enfrentar pneumonia bacteriana, chefe da SESGO morre aos 33 anos

Postado em: 02-04-2022 às 12h00
Por: Maria Paula Borges
Pedro Henrique Ferreira tratava a doença e chegou a ser intubado | Foto: reprodução

O jornalista Pedro Henrique Ferreira, chefe da Comunicação da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SESGO), morreu na manhã deste sábado (2/4), em Goiânia. Ele estava em tratamento contra uma pneumonia bacteriana e chegou a ser internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), foi intubado, mas não resistiu.

O governador Ronaldo Caiado disse estar consternado e sem chão com a partida precoce do jornalista. “Estamos todos consternados e sem chão pela sua partida tão precoce. Pedro era uma pessoa muito querida, divertido, extremamente prestativo e competente”, afirmou.

Durante a pandemia, Pedro esteve à frente da Comunicação da Saúde em Goiás e Caiado lembrou do trabalho prestado, dizendo que ele “enfrentou como ninguém as dificuldades impostas pela pandemia, frente à pasta mais impactada pela doença. Nunca se deixou esmorecer”.

O perfil oficial da pasta também publicou uma nota de pesar dizendo estar grata ao “legado e dedicação à saúde goiana deixados por Pedro”.

Compartilhe: