Confira os motivos que levaram o YouTube a suspender o canal da Câmara de Goiânia

Postado em: 26-04-2022 às 13h11
Por: Augusto Sobrinho
Apesar de continuar no ar, a Casa não poderá publicar vídeos até a próxima segunda-feira (2/5) | Foto: Divulgação

O canal oficial da Câmara Municipal de Goiânia, no YouTube, está suspenso, desde a última segunda-feira (25/4), devido a divulgação de notícias falsas durante as transmissões. A medida foi adotada pela própria plataforma e, apesar de continuar no ar, a Casa não poderá publicar vídeos até a próxima segunda-feira (2/5).

De acordo com o YouTube, duas publicações foram denunciadas por usuários por descumprirem as normas da plataforma, sendo elas uma sessão plenária, no dia 31 de agosto, e uma audiência pública, no dia 17 de setembro, que era organizada pela vereadora Gabriela Rodart (DC) para tratar sobre o passaporte sanitário.

“Até o momento não fui notificada pela Câmara de Goiânia sobre o fato do canal ter sido tirado do ar por supostas notícias falsas sobre vacinação. Nem mesmo a diretoria de Comunicação confirmou essa informação”, afirmou a parlamentar sobre o assunto.

Em nota, a Câmara Municipal de Goiânia afirmou que as alegações da plataforma sobre os conteúdos “impróprios” são genéricas e não soube especificar as declarações apontadas como “falsas”. Além disso, estará tomando providências para cumprir o regulamento da rede social.

Enquanto o canal estiver suspenso, sessões ordinárias e especiais serão temporariamente transmitidas pela TV Câmara, por meio do canal da Escola do Legislativo no YouTube e todos os demais eventos da Câmara continuarão sendo gravados e noticiados.

Compartilhe: