5º encontro de cuteleiros em Goiânia resgata arte milenar de forjar o ferro, neste fim de semana

O processo vai mostrar como é feito o tratamento térmico responsável pelo fio da lâmina de facas, machados e espadas, chamado têmpera

Postado em: 22-07-2022 às 08h10
Por: Rodrigo Melo
O processo vai mostrar como é feito o tratamento térmico responsável pelo fio da lâmina de facas, machados e espadas, chamado têmpera | Foto: Reprodução

Goiânia realiza o 5º encontro goiano de cuteleiros, que será realizado no sábado (23/7) e domingo (24/7), no Jardim Botânico, Setor Pedro Ludovico, das 8h às 18h. A entrada para o evento é gratuita.

Considerados artesãos, os mestres cuteleiros conseguem forjar de maneira rústica e peças de aço carbono em ferramentas de corte. Na cutelaria quase tudo vem da reciclagem. Disco de arado usado, um pedaço de feixe de molas de caminhão e até barras de tração, que seriam jogados no lixo, podem se tornar belas peças exclusivas.

Mestres cuteleiros de Goiás, Santa Catarina, São Paulo, Bahia e Minas Gerais participam do evento. Uma cutelaria será montada no Jardim Botânico, onde os visitantes poderão acompanhar as técnicas e curiosidades do forjamento de peças artesanais que podem durar dias. O processo vai mostrar como é feito o tratamento térmico responsável pelo fio da lâmina de facas, machados e espadas, chamado têmpera.

Continua após a publicidade

“Com a industrialização, todo mundo fica curioso em saber como se produz essas obras de arte. Cada peça é única. Na cutelaria não tem como fabricar uma faca igual a outra. Tudo pode ser parecido, mas idêntico não tem como”, ressalta o coordenador do encontro, Diogo Melo.

Veja Também